.

Na estreia do técnico Paulo Cézar Carpegiani no comando do Vitória, o Rubro-Negro apresentou os mesmos problemas técnicos, não conseguiu emplacar um bom futebol e foi goleado pelo Palmeiras, por 3 a 0, neste domingo (19), no Barradão, em partida válida pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

Os 9.284 torcedores que foram ao estádio, viram um time sem garra e poder de reação em campo. Com a derrota, o Leão vai passar a rodada na zona de rebaixamento, por conta do triunfo do Santos no sábado.

Os gols da partida foram marcador por Deyverson, duas vezes, e Dudu.

O JOGO
A primeira chance de gol foi logo aos 6 minutos. Dudu cobrou a falta no canto superior do gol, mas Ronaldo deu um soco na bola para afastar o perigo.

A resposta do Vitória veio três minutos depois. Rodrigo Andrade aproveitou a sobra da bola na entrada da área e encheu o pé, mas Weverton conseguiu fazer a defesa.

No lance seguinte, Marcos Rocha recebeu o lançamento na ponta-direita e ajeitou de cabeça para Deyverson. O atacante finalizou bem e abriu o placar no Barradão.

De novo ele! Rodrigo Andrade recebeu a bola livre de marcação na grande área e chutou, mas Weverton faz uma linda defesa.

Depois de uma falha coletiva da defesa do Vitória, o time paulista chega fez o seu segundo gol na partida. Após escanteio cobrado por Dudu, o atacante cabeceou firme para o fundo do gol de Ronaldo.

Bombardeio do Palmeiras! Bruno Henrique arriscou de longe, Ronaldo fez a defesa e no rebote Marcos Rocha tentou duas vezes, mas o goleiro faz duas defesas. Na sequência, a bola sobrou para Bruno Henrique, que rolou para Dudu, que tentou por cobertura. Ronaldo fez a defesa, a bola bate no travessão.

SEGUNDO TEMPO
Aos 12 da segunda etapa, Dudu avançou pela esquerda, passou pela marcação e chutou no gol. A bola passou muito perto da trave.

No lance seguinte, Marcos Rocha cruzou para Lucas Lima na área, que passa para Dudu driblar a marcação e chutar no canto de Ronaldo. 3 a 0 para o time adversário, no Barradão.

Aos 17, Victor Luís soltou a bomba de longe, mas o goleiro Ronaldo fez a defesa.
Incrível! Dudu faz um lindo lançamento para Marcos Rocha na lateral, ele tocou para Hyoran, mas ele furou a bola e ela sobrou para Victor Luis. O lateral, cara a cara com o goleiro, isolou o chute.

Aos 44, Moisés lançou uma linda bola para Diogo Barbosa. O lateral invadiu a área e bateu cruzado. A bola passou muito perto da trave de Ronaldo.

FICHA TÉCNICA
Vitória x Palmeiras – Campeonato Brasileiro da Série A (19ª Rodada)
Local: Barradão, em Salvador
Data e horário: Domingo, 19 de agosto de 2018, às 16h
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: José Reinaldo Nascimento Júnior (DF) e Luciano Benevides de Souza (DF)
Adicionais: Rafael Martins Diniz (DF) e Christiano Gayo Nascimento (DF)
Cartão amarelo: Bruno Henrique (PAL); Rodrigo Andrade e Neilton (VIT)
GOl: Deyverson 2x e Dudu (PAL).

VITÓRIA:
Ronaldo; Jeferson, Aderllan, Ruan Renato e Benítez; Ramon; Rodrigo Andrade, Yago (André Lima), Erick (Lucas Fernandes) e Neilton; Walter Bou (Wallyson). Técnico: Paulo Cézar Carpegiani.

PALMEIRAS:
Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis; Thiago Santos, Bruno Henrique (Moisés) e Lucas Lima; Hyoran, Dudu (Diogo Barbosa) e Deyverson. Técnico: Felipão. (Fonte: Texto Bocão. Vídeo: Youtube)

.

_________________________________________________________

.

BAHIA SAI NA FRENTE, MAS CEDE EMPATE AO CRUZEIRO NO MINEIRÃO. VEJA OS GOLS
.

Neste domingo no Estádio do Mineirão, Cruzeiro e Bahia se enfrentaram pela 19ª e última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Em um jogo equilibrado, o placar de 1 a 1 refletiu bem o que foi o jogo durante os 90 minutos. Os gols foram marcados por Douglas Grolli e Thiago Neves.

O Tricolor vai aos 22 pontos e sobe para a décima posição da competição nacional. Agora, a equipe de Enderson Moreira enfrenta o Internacional, às 19h30, na Arena Fonte Nova, na próxima quarta-feira (22).

O JOGO
Os primeiros movimentos no Mineirão foram muito estudados. As equipes priorizavam mais a troca de passes, mas sem grande objetividade.

A primeira boa chegada foi aos 16 minutos. Barcos virou o jogo para a direita, buscando Thiago Neves. O meia dominou e bateu, mas acabou sendo travado. Quatro minutos depois, foi a vez do Esquadrão responder. Zé Rafael lançou Élber, que na linha de fundo cruzou. Na confusão, a bola sobrou para Gilberto, que carimbou Egídio na finalização.

O Bahia seguia fazendo um bom primeiro tempo e voltou a levar perigo com Zé Rafael. O meia arriscou de perna esquerda um chute cruzado, que passou a esquerda de Fábio.

Com quase 40 minutos de bola rolando, o time de Mano Menezes fazia mais uma atuação bem abaixo do esperado. O time era pobre em criação, se defendia bem, mas corria riscos quando os visitantes escapavam no contra-ataque, como na finalização de Gilberto de fora da área. A bola passou perto do gol cruzeirense. O último lance do primeiro tempo foi uma falta cobrada por Thiago Neves, mas a bola foi por cima do gol.

SEGUNDO TEMPO
A etapa complementar foi bem melhor que o primeiro tempo. Logo aos dois minutos, Lucas Fonseca falhou e Lucas Silva mandou um canudo pela linha de fundo. O Cruzeiro seguia na pressão. Thiago Neves deu belo passe para Barcos, mas o Pirata acabou desperdiçando uma chance clara de abrir o placar.

A Raposa acabou sofrendo com uma das máximas do futebol: quem não faz, toma. Aos 14 minutos, após escanteio curto, Vinícius cruzou na área, e Douglas Grolli subiu sozinho, com tranquilidade e abriu o placar no Mineirão.

Quatro minutos depois, os donos da casa empataram o jogo. Bruno cortou mal, e a bola sobrou limpa para Egídio. O lateral-esquerdo cruzou na cabeça de Thiago Neves, que cabeceou com perfeição e deixou tudo igual.

Os comandados de Mano Menezes seguiam na pressão e quase viraram aos 20 minutos com Thiago Neves, em chute de fora da área, que passou a direita da meta de Anderson.

Depois, o Esquadrão optou por esfriar o jogo. Enderson Moreira fazia alterações e o time quando tinha a bola prendia bem a posse. O empate era visto com bons olhos para os baianos. O Cruzeiro seguia na pressão, mas faltava criar mais chances, principalmente depois do empate.

No final do jogo, aos 45 minutos, a Raposa ainda teve uma chance com Barcos, que girou e bateu, mas a bola foi pela linha de fundo. Na base do abafa, Dedé ainda quase marcou depois de cruzamento de Patrick. Esta foi a última chance da partida, que acabou empatada em 1 a 1.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 1 BAHIA
Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 19 de agosto de 2018
Horário: 16h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone e Carlos Henrique Cardoso de Souza, ambos do RJ
Cartões amarelos: Robinho e Henrique (Cruzeiro); Gregoge e Elton (Bahia)
CRUZEIRO: Thiago Neves aos 18 minutos do segundo tempo
BAHIA: Douglas Grolli aos 14 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO:
Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva (Patrick), Robinho (Mancuello) e Thiago Neves; David (Rafinha) e Barcos.
Técnico: Mano Menezes.

BAHIA:
Anderson; Bruno, Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton, Élber (Marco Antônio), Vinícius (Régis) e Zé Rafael; Gilberto (Edigar Junio).
Técnico: Enderson Moreira.
(Fonte Texto Bocão. Vídeo: Youtube)

.

_________________________________________________________

.

uniasselvi IMG-20180221-WA00199
.