WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

INSÔNIA NOSSA DE CADA DIA, O QUE FAZER? – Pelo Prof. ZENILDO-ZOOM

.

Quem nunca ficou uma noite em claro porque estava preocupado com alguma situação, aguardando alguma notícia ou medo de algo? Segundo a Associação Mundial de Medicina do Sono, a insônia é uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de até 45% da população mundial.
Os fatores que podem levar uma pessoa a ter esse problema são: preocupação excessiva relacionada aos acontecimentos da vida; desequilíbrio emocional; ciclos de sono irregular e mudanças do relógio biológico; doenças psiquiátricas; idade avançada; mulheres durante ou depois período de menopausa; maus hábitos, tais como: dormir logo depois de se alimentar, ingerir muita cafeína, álcool ou refrigerante, consumo de nicotina e drogas, uso de medicamentos que contenham substancias estimulantes, entre outras questões de saúde.
De acordo com a Associação Brasileira do Sono, os medicamentos indutores de sono mais utilizados no Brasil são os benzodiazepínicos. Estes remédios produzem cinco efeitos no organismo: sedativo, hipnótico, ansiolítico, relaxante muscular e anticonvulsivante. Ou seja, se automedicar, como muitos fazem não é a melhor solução. Com esses medicamentos a qualidade do sono também é alterada. A pessoa passa a dormir mais tempo, porém superficialmente.
Existem técnicas e hábitos que podem substituir os medicamentos: ouvir músicas relaxantes e relaxamentos induzidos ajudam a esvaziar a mente e descansar o corpo, preparando-se para descansar e adormecer; criar uma rotina de horário para dormir e acordar, condicionando sua mente e seu corpo; evitar os maus hábitos: fazer o possível para eliminar hábitos como se alimentar tarde, ingerir cafeína, álcool e refrigerante, consumo de nicotina e drogas, medicamentos que contenham substancias estimulantes, atividades estimulantes antes de dormir, trabalhar até tarde, entre outros.
Ao apresentar os sintomas citados, o primeiro passo é a mudança de hábitos, os exercícios físicos são recomendados, além de chás de ervas usados como remédios naturais para distúrbios do sono: Chá de camomila, raiz de valeriana, lavanda, erva cidreira, flor do maracujá, chá verde descafeinado e chá de banana, se automedicar jamais! Se os sintomas persistirem, o indicado é procurar um neurologista que avaliará a situação.

(Zenildo Santos Silva, Bacharel em Psicologia, especializado em Psicopedagogia; licenciado em Letras Vernáculas pela UNEB. Atende no AEE – Atendimento Educacional Especializado, no acompanhamento de crianças com necessidades especiais)
.

Comentários estão fechados.