WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

OLIMPÍADA DE MATEMÁTICA TEM CINCO BAIANOS MEDALHISTAS DE OURO

.


Cinco baianos foram medalhistas de ouro (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Salvador recebeu pela primeira vez, na última segunda-feira (8), a premiação da 14ª Olimpíada Brasileira de Matemática das escolas públicas de 2018 (OBMEP). O evento foi realizado no Fiesta Bahia Hotel, no bairro do Itaigara. Cinco baianos foram premiados com medalha de ouro.
Ao todo, esta edição contou com 18,2 milhões de inscritos em todo o país. A competição tem níveis 1, 2 e 3, a depender da série do participante, e reúne estudantes dos Ensinos Fundamental (a partir do 6ª ano), Médio e Universitário das instituições públicas de todo o Brasil.
Ao todo, foram 575 medalhistas de ouro. Entre eles, apenas cinco baianos: Ryan Barbosa Castro, de Salvador; Emmanoel Wallace Gouveia, de Feira da Mata; Naicon Tablo Pinheiro Coutinho, de Mortugaba; Allan Barros Cruz, de São Féliz do Coribe; e Henrique Carneiro Cardoso, de Tanque Novo.
A OBMEP é uma realização conjunta do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

Ryan é o único representante de Salvador a receber medalha de ouro (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Aluno do Colégio Militar de Salvador, Ryan, de 14 anos, é o único representante da capital baiana premiado. “Fico triste pelo baixo números de baianos e por ser o único de Salvador. Acho que, muitas vezes, o problema está nos primeiros anos de aprendizado. Se você tem dúvidas no começo e vai levando, dificilmente você consegue acompanhar, porque vai ficando mais difícil mesmo”, explica.
Estiveram na premiação o ministro da Ciência, Tecnologias, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, o diretor-adjunto do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e coordenador-geral da Obmep, Cláudio Landim, o secretário Municipal de Educação (Smed), Bruno Barral, entre outras autoridades.
“Vocês são o futuro do nosso país. Lembrem sempre que vocês podem ser tudo o que quiserem, basta que estudem, acreditem e se dediquem”, disse Pontes. (Fonte: Correio)

.

Comentários estão fechados.