WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

TERMINEI O ENSINO MÉDIO, E AGORA? – Pela Profa. GARDÊNIA ROSEIRA

.

Escolher uma profissão torna-se uma necessidade em determinada época de nossas vidas e os jovens têm grande dificuldade em fazer essa opção, principalmente porque o número de profissões aumenta cada vez mais e o mercado de trabalho torna-se cada vez mais exigente e competitivo. Nessa época o jovem está definindo sua identidade e, principalmente, querendo estabelecer o que quer ser na idade adulta. Para isso será necessário que conheça suas capacidades, seus interesses e sua motivação.
É aí que a Orientação Profissional pode ser de grande ajuda, facilitando esse momento de escolha, auxiliando o jovem a compreender os vários fatores a considerar: aspectos pessoais, familiares e sociais. Conhecendo todas essas variáveis ele terá mais condições para definir melhor sua escolha.
Os interesses são a força motivadora que orienta a escolha, mas é preciso considerar que os interesses vão mudando à medida que o aluno entra em contato com a lista de profissões que existem atualmente e que só tende a crescer, pois a tecnologia vai criando novos campos de trabalho. Também terão grande influência na escolha as relações familiares, principalmente entre pais e filhos, em que a profissão do pai ou da mãe irá pesar na escolha do aluno que se encontra numa difícil fase da vida que é a de estudar para se formar um profissional eficiente e, de preferência, satisfeito com a carreira que escolheu.
Os testes que costumam ser aplicados contribuem para o autoconhecimento do educando, apontando suas aptidões e interesses, suas habilidades, sua capacidade de estudar e a habilidade que cada profissão exige do indivíduo.

(Gardenia Roseira-Mestre em Educação-Licenciada em Sociologia e História-Pós-graduada em Sociologia, História e Ensino Superior)
.

Comentários estão fechados.