WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

FURDUNÇO COLORIDO: 18ª EDIÇÃO DA PARADA LGBT DE SALVADOR TERÁ MINITRIOS E PRANCHÃO NO DIQUE

.

A 18ª edição da Parada LGBT da Bahia, que acontece pela primeira no Dique do Tororó, em Salvador, vai contar com outra novidade: a mudança no formato. O evento que acontece no domingo (22) substituirá os trios elétricos por minitrios e pranchões, elementos presentes no Furdunço, prévia carnavalesca realizada na capital baiana.
“Retiramos os grandes trios e pusemos minitrios, microtrios e com atrações como Flor Serena, Xote de Anjo, Fred Menendes e a banda Marana. Além disso, teremos o famoso pranchão com a apresentação da cantora Claudia Costa. A gente quer que as pessoas venham armadas de paz e de amor”, explicou Weslen Moreira, coordenador da Parada, durante coletiva de imprensa realizada no Dique.

Realizada até então no centro da cidade, o evento foi transferido para o Dique em virtude de obras que estão sendo executadas na Avenida Sete de Setembro. “Tudo que vai ocorrer é provisório. Se a experiência der certo, for vitoriosa, nós queremos seguir, caso contrário nós voltamos pro antigo formato”, salientou Weslen.
De acordo com o coordenador, pelo menos 200 mil pessoas devem comparecer ao evento que neste ano irá homenagear os 40 anos do Grupo Gay da Bahia (GGB) e os 50 anos de Stonewall, série de manifestações de membros da comunidade LGBT contra uma invasão da polícia de Nova York que aconteceu em junho de 1969. “É necessário que as pessoas tragam os seus cartazes para que de fato, as bandeiras do movimento se ressaiam tanto quando o colorido da festa”, disse.
“Acho que a sociedade só vai melhorar quando tivermos condições de respeitar o desejo do outro, desde que esse outro respeite a lei, tenha um bom caráter. Vivemos um momento político difícil e acho que Paradas como a nossa é uma grande resposta para qualquer tipo de censura”, acrescentou o coordenador referindo-se à determinação do prefeito do Rio de Janeiro, Marcello Crivella, que mandou recolher livros com temática LGBTQ da Bienal do Rio.
A Parada LGBTQ da Bahia é a terceira maior do Brasil, perdendo apenas para o São Paulo e Rio de Janeiro. Além dos shows e manifestações, a Parada LGBT de Salvador contará com ato ecumênico com a presença de representantes das igrejas evangélicas e católica, além de membros do candomblé e espiritismo. Cerca de 20 mil preservativos serão distribuídos para o público e testes rápidos de HIV serão realizados em um ponto da festa. (Fonte: BNews)

.

Comentários estão fechados.