WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

GANDU: CINCO ANOS SEM PEDRO ANTONIO DA ROCHA MELLO

.

Homenagem saudosa do BLOGDOZEBRAO, republicando o texto do seu filho Dr. Durval Libânio Netto Mello, publicado no seu face em 09 de dezembro de 2014.
Hoje morreu Pedro Antônio da Rocha Mello, Pai e Amigo, o homem que me ensinou a sonhar e lutar por uma sociedade mais justa e humana.
Neste momento de consternação e sofrimento uma palavra das sagradas escrituras me vem a mente, está escrito em Romanos 12:15 Alegrai – vos com os que se alegram; e chorai com os que choram. Alegremo-nos pelo que representou a vida dele para sua família, sua comunidade, sua cidade, seu estado e seu país.
O Homem mais sério que conheci simples, andava entre pescadores e agricultores e os tinha como amigos, leal e extremamente preocupado com a sociedade em que vivia, adepto do cooperativismo e do associativismo foi um líder em meio ao rivalismo e individualismo que marcou e marca a cacauicultura baiana, estava à frente de seu tempo, capaz de abrir mão de um mercado que era seu em prol de uma associação que mais tarde virou uma cooperativa e de tantas outras coisas abriu mão em prol do coletivo e da sociedade Ganduense.
Na área ambiental também tive minhas primeiras lições com ele que não admitia a caça e a pesca em seus imóveis, colocava inclusive placas de sinalização.
Na maioria das vezes pouco compreendido e entendido, taxado de radical, era verdadeiramente intransigente nos seus princípios de retidão e caráter em meio a uma sociedade, infelizmente corrupta em muitos aspectos.
Por tudo isso e mais um pouco Pedro Antônio da Rocha Mello, foi capaz de influenciar toda uma região, ficará um legado que em muito nos alegra.
Por outro lado a perda é irreparável e nos deixará órfão de sua presença mais não da sua alma, de suas lições de seu exemplo.
Que Deus nos ajude a dar continuidade ao seu legado, hoje nós choraremos sua perda, mais pra sempre nos alegraremos e seremos gratos a Deus por ter nos abençoado com a vida de Pedro Antônio da Rocha Mello.
Texto extraído do facebook de Durval Libânio Netto Mello

.

Comentários estão fechados.