WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

DOS ATUAIS 13 VEREADORES, DEVERÃO SER REELEITOS DE SETE A OITO, NÃO CHEGARÁ A NOVE – Por Zebrão

.

Profª. ALDA, Prof. PILOTO, JÚ, MARILDO, VÉI DA RÁDIO, TEDA,
VAGNO, Prof. EMETÉRIO, TESTA, ROBÉRIO, JOSUEL e MORENO.

Desde 1º de janeiro de 2020, eleitores, partidos e candidatos, devem estar atentos ao calendário definido pelo Tribunal Superior Eleitoral-TSE, para as ELEIÇÕES MUNICIPAIS que serão realizadas em 04 de outubro, quando serão escolhidos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.
Pelo calendário eleitoral aprovado, todas as pessoas envolvidas no pleito devem respeitar regras e prazos para garantir a realização da votação. O primeiro turno será realizado em 4 de outubro e o segundo turno no dia 25 do mesmo mês.
As empresas responsáveis por PESQUISAS DE OPINIÃO, estão obrigadas a registrá-las no TSE, desde o dia 01 último. Na mesma data, qualquer órgão da administração pública fica proibido de distribuir benefícios, bens ou valores, exceto no caso de calamidade pública. Os órgãos também não podem aumentar gastos com publicidade acima da média dos últimos três anos.
Em abril, o TSE vai lançar uma campanha nas emissoras de rádio e televisão, para incentivar a participação das mulheres nas eleições e esclarecer o eleitor sobre o funcionamento do sistema eleitoral.
No dia 16 de junho, a Corte deve divulgar o valor corrigido do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), criado pelo Congresso. Conforme o orçamento da União para o ano que vem, R$ 2 bilhões estão previstos para o fundo.
Em julho, os partidos estão autorizados a promover as convenções internas para escolha de seus candidatos, que deverão ter os registros das candidaturas apresentados à Justiça Eleitoral até 15 de agosto.
No dia seguinte, a propaganda eleitoral está autorizada nas ruas e na internet até 3 de outubro, dia anterior ao primeiro turno.
Em setembro, a partir do dia 19, nenhum candidato poderá ser preso, salvo em flagrante. No caso dos eleitores, a legislação eleitoral também proíbe a prisão nos dias próximos ao pleito. No dia 29, eleitores só podem ser presos em flagrante.
A diplomação dos prefeitos e vices, além dos vereadores eleitos, deve ocorrer até 19 de dezembro de 2020.
Nas eleições municipais de 2016 no estado da Bahia, foram registrados 1.246 candidatos a prefeito e 34.268 às Câmaras de Vereadores. Em Gandu foram 03 candidatos à prefeito e 135 candidatos à Câmara de Vereadores.
Em Gandu, despontam como prováveis candidatos à prefeito, o atual Leonardo Cardoso (que não acreditamos) e Djalma Galvão pela oposição. Para a Câmara de Vereadores, os 13 titulares que em 2016 obtiveram o seguinte número de votos:

Gil Calheira 20123 – PSC – 628 VOTOS
Bozó 31111 – PHS – 618 VOTOS
Uziel 90000 – PROS – 569 VOTOS
Adriano Costa É Gente Nossa 65222 – PC do B – 523 – VOTOS
Rita Liderança 65555 – PC do B – 492 VOTOS
Genivan da Banda Hius 65321 – PC do B – 448 VOTOS
Bilisco 14123 – PTB – 430 VOTOS
Gil Santana 12123 – PDT – 419 VOTOS
Dulce 28222 – PRTB – 373 VOTOS
Junior Matos 77000 – SD – 350 VOTOS
Fabio de Raquel 31222 – PHS – 306 VOTOS
Bagatine 25104 – DEM – 306 VOTOS
Cicynho 13123 – PT 278 VOTOS.

Dos 13 citados acima, quantos retornarão? Sete, oito… não acreditamos que chegue a nove, dez jamais… que surfarão na boa administração do prefeito. Então serão CINCO a SEIS vagas para os novatos, Em nossa opinião de HOJE, tem retorno garantido à Câmara, os seguintes vereadores: Uziel, Bozó, Gil Calheira, Cicynho, Rita Liderança, Belisco, Fábio de Raquel e mais um que deve escapulir. O mais votado será Fábio de Raquel, pois assim determinou o prefeito, tudo para ele, aos outros, migalhas, afinal, ele tem mais de 10 cabos eleitorais empregados na prefeitura, além de mandar na saúde e nas finanças, se ele obtiver menos de 1.000 votos, foi traído e bem traído. Aliás, traição é o lema do atual governo, tem um sem número de secretários, diretores, funcionários… traindo em TODOS os sentidos. Um verdadeiro brega… secretarias mudando de nome, de Social para SEXUAL. Outras secretarias mandando só plantar MANDIOCA… e o secretário dá o exemplo e assim por diante. E tem mais…
A realidade é que existe um leque de novos bons candidatos, uns pretendendo retornar à Casa, outros, querendo o primeiro mandato, como o caso da Profa. Alda ou Piloto, Moreno, Jú, Marildo, Véi da Rádio, Teda, Binho de Carminha, Paulinho Gundim, Vagno, Emetério, Irmã Nice, Testa, Bebê, Robério, Josuel, Beto de Vavá… e outros nomes que certamente surgirão.
Com a proibição de coligações nas eleições proporcionais (Câmara de Vereadores), vai ser um tremendo trabalho para arrumar os candidatos em cada partido. Vão ter vários vereadores detentores de mandatos, que serão mulas de novatos e claro, muitos novatos que já sabem que serão mulas dos mais velhos.
Dos atuais 13 vereadores, NOVE irão trocar de partido pelos quais foram eleitos, são eles: Uziel-PROS, Gil Calheira-PSC, Bozó-PHS, Belisco-PTB, Gil Santana-PDT, Adriano-PCdoB, Fábio de Raquel-PHS, Irmã Dulce e Júnior Matos-SD. Deverão continuar nos mesmos partidos pelos quais foram eleitos os vereadores: Cicynho-PT, Bagatine-DEM, Genivan e Rita-PCdoB.
É a nossa previsão de hoje… amanhã são outros 500. Muita água vai passar por debaixo da ponte. “POLÍTICA É COMO NUVEM. VOCÊ OLHA E ELA ESTA DE UM JEITO. OLHA DE NOVO E ELA JÁ MUDOU…” (Magalhães Pinto), então o que vale para hoje, pode não valer para amanhã. Mas iremos acompanhar as prováveis mudanças, não das nuvens, mas a preferência do eleitor para com os seus candidatos à Câmara. Afinal, faltam praticamente NOVE meses para a eleição, e durante NOVE meses, muita coisa pode nascer e muita pode ser abortada.

.

Comentários estão fechados.