WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

O VELHACO DO MIQUINHA CONTINUA INSISTINDO PARA SER CANDIDATO EM ITAMARI. NÃO SE ELEGE NEM PARA VEREADOR – Por Zebrão

.

Tomamos conhecimento no dia de ontem, que o ex-prefeito Miquinha, de triste lembrança para Itamari, continua insistindo com seu micro grupo e com seus familiares, principalmente com o seu I$R$M$Ã$O em lançar-se candidato nas próximas eleições.
O ex-prefeito, o notório VELHACO Miquinha, não tem condições de eleger-se sequer a vereador, não serve também para ser cabo eleitoral de nenhum dos candidatos, é aquele conhecido cabo eleitoral que TIRA voto do candidato. Se ele apoiar alguém, ou melhor, se alguém aceitar o seu apoio, terá que ser às escondidas, por baixo do pano, não podendo sequer participar de passeatas e carreatas, muito pior subir ao palanque. Primeiro porque é um semi-analfabeto, apesar de constar no seu pedido de registro de candidatura em 2016, como Ensino Médio Completo, sendo um péssimo orador, só fala cargas d’agua. Segundo porque não tem o que é mais importante em um político, O VOTO. Foi por isso que não nos candidatamos mais… pois não existe político SEM voto.
Pelo andar da carruagem, seja quem for o candidato do primeiro damo de Itamari, aquele que é portador das senhas das contas da prefeitura, que autoriza o pagamento ou não de serviços prestados, aquele que acerta as comissões dos serviços com empreiteiras e fornecedores (é o que dizem os seus adversários), quem tem o vil metal na mão para decidir, será o vitorioso. Fala-se que será um seu sobrinho, Felipe Menezes, ex-empresário do ramo de combustíveis e como todo bom jogador de “biriba” é simpático, comunicativo e tem tempo para fazer política 24 horas por dia, quando não tem parceiro para o jogo. Por dois anos consecutivos, fez doações de brinquedos às crianças itamarienses, mesmo sendo brinquedos de R$ 1,99 (segundo o articulista e Prof. Nelson Ribeiro), mas deu… tem as costas largas, afinal tem o tio para bancar a campanha, aliás, já está bancando. Segundo informações, não tem profissão definida, talvez seu maior projeto, seja de transformar a mesa do prefeito do gabinete, em uma mesa de carteado, pano verde.
Valter Andrade ou Nêgo, não mora mais na cidade, agora é o todo poderoso da Bahia Pesca, infelizmente Itamari não tem criatórios de peixes. Se ele tivesse lotado na secretaria de Agricultura, poderia prestar algum serviço à sua cidade, já que como prefeito nada fez. A não ser trapalhadas. Também não tem o respeito do eleitorado.
Que sina da nossa Itamari… Kçulo, Nêgo, Miquinha, Nêgo acompanhado e Felipe da Biriba… será Deus meu, que a cidade de Itamari merece tanto castigo? Que as pessoas de bem de Itamari, as tradicionais famílias que são exemplos para a cidade, de amor, de trabalho, de dedicação não deixem que isso aconteça. Pensem nos seus filhos, nos seus netos.
Itamari não merece estar a mercê de Kçulos, Nêgos, Miquinhas e “Biribeiros” da vida, todos aproveitadores e dilapidadores do dinheiro público.

.

Comentários estão fechados.