WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

LOCKDOWN – Por MARCOS NETO

.

E finalmente , chegamos ao lockdown em Gandu. Parecia mesmo inevitável com tudo que temos visto nos últimos 30 dias. Conseguimos fazer a chamada “tempestade perfeita” em nossa cidade. Por mais que o poder público tenha se esforçado para orientar a população sobre a importância do isolamento social, das medidas de proteção, dos alertas da falta de estrutura do sistema de saúde em nossa região, nada fez com que parte significativa das pessoas se desse conta do perigo e, de modo relâmpago, vimos o número de casos de COVID 19 explodir em nosso município.
Sabíamos da extrema carência de muitos cidadãos ganduenses, mas assustou a todos o tamanho descomunal das filas dos que buscaram o auxílio emergencial do Governo Federal, é tocante perceber o desespero de muitos pais e mães de família que chegam ainda na madrugada e ficam por todo o dia a esperar a salvadora ajuda. Sabíamos que as aglomerações nessas filas não iriam terminar muito bem. O governo municipal tentou de diversas formas, com a CDL, meios para o funcionamento seguro do comércio, mas não foi possível, pois apesar de notarmos o empenho dos comerciantes e dos comerciários em trabalhar de forma segura, podíamos ver que a população, em sua grande parte, não colaborava e as aglomerações eram constantes. Muitos atribuem a esse grande número de casos em Gandu, a um suposto excesso de testes feitos pela Secretaria de Saúde, pois se isso estivesse sido feito em todos os lugares também veríamos esse aumento significativo de casos, não vejo isso como problema, isso é responsabilidade e compromisso com a verdade.
Os números começaram sua escalada rumo às alturas, justamente quando o comércio ensaiava uma reabertura, então ocorreu a intervenção do Ministério Público, pedindo reavaliação de medidas, tentou-se toque de recolher, não resolveu, a falta de colaboração foi espantosa no período dos festejos juninos, oficialmente cancelados neste ano. Agora será tentado o LOCKDOWN, conjunto de medidas duras, restritivas, que quando foram bem executadas em outros lugares apresentaram resultados animadores, em especial na China, Europa, Nova Iorque, nos Estados Unidos, e no Brasil, Manaus, que rapidamente atravessou o “pico” da epidemia . Em LOCKDOWN não se pode circular nas ruas a pé, de carro, de bicicleta ou animal sem uma justificativa, serão dias duros, difíceis, especialmente para os mais humildes pela falta de recursos, de espaço e até de conhecimento. Que cada um nós estejamos preparados para fazer nossa parte.

(MARCOS NETO, Engenheiro Agrônomo)
.

Comentários estão fechados.