WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

PARÓDIA DO POEMA DE BERTOLT BRECHT – PERGUNTAS DE UM GANDUENSE QUE LÊ – Pelo Prof. ZENILDO SANTOS SILVA- ZOOM

.

Amado Costa construiu tudo sozinho?
Quem desbravou além dele?
A verdade está na história oficial….
E existe a oficial?
E aquelas que não são contadas?
Quem construiu a Praça São José?
Nos documentos constam nomes de prefeitos.
Arrastaram eles os blocos de pedras?
E a igreja reconstruída tantas vezes?
Quem a reconstruiu?
Em que canto da cidade moravam os trabalhadores?
Para onde foram eles quando as obras ficaram prontas?
Novos prédios foram construídos.
O que fizeram com as antigas construções?
E a memória… apagaram a história?
E a saudade das sessões no cinema?
Das antigas festas de carnaval….
Do viva ao São João
Embalados por sanfona, fogueira… festa do povão!
Cada página uma vitória
Quem cozinhava o banquete?
Quem se tornava herói?
A cada 4 anos um grande nome…
Quem pagava a conta?
Tantas histórias… tantas questões…
Zenildo Silva, Ana Maria Mello e Débora Imbassahy.

A paródia “Perguntas de um ganduense que lê”, exprime a tomada de consciência” do POVO em relação a construção da história. As diversas perguntas apresentadas no texto permanecem atuais e expressam a realidade do ganduense. Isso porque a história oficial, que aprendemos nas escolas , desconsidera o protagonismo das lutas sociais e dos trabalhadores.
Afinal quem realmente construiu a história de Gandu?

(ZENILDO SANTOS SILVA, Bacharel em Psicologia, Psicopedagogo e Mestrando pela UFSB em Ensino e Relações Étnicos Raciais)
.

Comentários estão fechados.