WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

XIAOMI OFERECE SEGURO CONTRA ROUBO DE SEUS CELULARES NO BRASIL

.

A Xiaomi e a seguradora AXA anunciaram na última segunda-feira (14) uma parceria para que as lojas oficiais da fabricante chinesa no Brasil passem a oferecer seguros contra roubo, garantia estendida e quebra acidental para os smartphones da marca.
A proteção será oferecida tanto nas lojas físicas oficiais da Xiaomi, quanto para aparelhos comercializados por meio do seu e-commerce. Até o momento, a fabricante possui estabelecimentos próprios nos shoppings Ibirapuera e Center Norte, localizados na cidade de São Paulo, além de estar presente em mais de 5 mil pontos de venda no Brasil.
“A parceria foi firmada no melhor momento: nossos canais oficiais estão consolidados e temos grandes planos para o mercado brasileiro, de expansão e oferta de novos produtos”, afirma Paulo Xu, fundador da DL, empresa responsável por trazer a Xiaomi ao Brasil. “E nossos clientes, que são fãs da marca, buscam ter maior segurança e cuidado com seus produtos. Essa oferta de seguros vai responder prontamente à essa necessidade”.
Já para Sebastien Guidoni, Vice-Presidente executivo de Parcerias, Estratégia e Finanças da AXA no Brasil, a Xiaomi é uma empresa inovadora, que vem apostando em novos canais, algo atrativo para a seguradora. “A parceria vai aprimorar ainda mais a experiência do cliente Xiaomi, cuidando do que realmente é importante para eles”, afirmou.

O Canaltech entrou em contato com a Xiaomi e a seguradora AXA para saber mais informações a respeito do serviço. Em nossa conversa, perguntamos:
1 – O valor dos seguros tem um preço fixo ou eles serão calculados por modelo de smartphone?
2 – Quais modelos de smartphones da Xiaomi estarão cobertos pela parceria no Brasil?
3 – O valor do seguro pode ser embutido na compra dos aparelhos nas lojas físicas e/ou e-commerce ou serão cobrados à parte?
4 – A partir de que data os seguros passam a ser oferecidos?
A assessoria da Xiaomi no Brasil informou que a parceria está prestes a ser fechada, mas ainda não foi assinada. Logo, a empresa ainda não tem as respostas para as questões acima. Atualizaremos esta notícia tão logo tenhamos os posicionamentos tanto da Xiaomi, quanto da AXA para as perguntas. (Fonte: Canaltech)

.

Comentários estão fechados.