WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

TUDO SOBRE COZINHA – Pela Dra. FLÁVIA SOUZA

.

Quando falamos em cozinha, falamos sim em armários e contamos com uma infinidade de opções. Podemos personalizar ao máximo os armários, seja em questão de materiais, cores, acabamentos, tamanho e complementos. Tudo para conseguir o melhor resultado em nossas cozinhas. Além do aspecto físico dos armários também devemos pensar em detalhes como posicionamento e quantidade para tirar o melhor proveito e tornar nossa cozinha o mais funcional possível. Prestem atenção em detalhes, curiosidades e pontos que podem facilitar e não deixar você gastar dinheiro à toa.
Uma das dúvidas que mais surgem na hora de escolher os armários, é o material dele. Normalmente os fabricantes apostam em uma mistura de MDF e MDP para garantir uma maior qualidade nas estruturas. Mas como são esses materiais?
O MDF consiste em uma mistura de fibras de madeira prensadas com a adição de resinas sintéticas e aditivos passando por um processo de aglutinação. Depois as chapas são coladas umas sobre as outras através de uma resina e fixadas à pressão e alta temperatura. Sua utilização é destinada às partes aparentes dos móveis onde os acabamentos finais ficam à mostra. O MDP, trata-se de uma placa formada por partículas de madeira em camadas e unidas através de uma resina, pressão e alta temperatura. É menos densa que o MDF e sua utilização se restringe a parte interna do móvel.
Sendo assim, um móvel todo em MDP não tem a mesma durabilidade e qualidade do MDF. Fiquem atentos!
A posição dos móveis é um fato muito importante na hora de planeja-los. É bom levar em consideração o formato e o tamanho da cozinha para não comprometer a área de circulação ou criar um visual sobrecarregado. Por exemplo, quando falamos de cozinhas pequenas o interessante seria manter os armários somente na parte baixa e investir em nichos e prateleiras abertas na parte alta. Em cozinhas de formato corredor e estreito evite posicionar armários nos dois lados da parede, concentrando a instalação em uma parede só, dessa maneira você ganhará uma maior sensação de amplitude. As cozinhas maiores não apresentam muitas restrições quanto a isso, e o gosto pessoal e o resultado esperado para o projeto é o que a manda.
Uma dica interessante para quem quer conseguir mais espaço de armazenagem são os armários até o teto. A instalação desses armários conseguirá uma maior área de armazenagem para guardar todos seus utensílios. De quebra essa dica ainda ajuda a facilitar a limpeza, já que a parte de cima dos armários não possuirá vãos para o acumulo de pó e gordura.
A atenção voltada para as cores escolhidas garantirá um visual moderno e descolado para a cozinha. O segredo para não errar está em equilibrar as tonalidades dos armários com os outros revestimentos e materiais. Por exemplo, opte por uma tonalidade mais clara nos armários aéreos e deixe as cores fortes e mais marcantes para os armários baixos ou em apenas para pontos específicos. Ao escolher uma cor mais chamativa para os armários, prefiram tonalidades neutras e sem estampas para revestir piso e paredes. São dicas básicas para acertar com a escolha da cor e que valem para cozinhas grandes, pequenas e médias.
Para turbinar seus armários e criar um conjunto mais interessante e funcional para a sua cozinha você pode pensar em equilibrar a composição de armários acrescentando portas de vidro, nichos e prateleiras. Além de serem elementos bonitos e que ajudam a decorar as cozinhas são perfeitos para aportar uma maior sensação de amplitude e de profundidade, algo sempre bem-vindo em cozinhas de tamanhos menores e de grande sucesso em cozinhas maiores.
Se quiser que sua cozinha seja mais funcional e ganhe um toque de modernidade pode pensar em planejar nichos nos móveis para instalar os eletrodomésticos como micro-ondas e forno elétrico, por exemplo. É uma maneira interessante para organizar os elementos na cozinha e também de economizar espaço. As torres de eletrodomésticos trazem uma maior funcionalidade as cozinhas já que mantêm os eletrodomésticos a uma altura mais confortável para o uso no dia-a-dia. A charmosa torre quente!
A escolha dos puxadores pode envolver muito mais do que simplesmente o gosto pessoal. Na hora da escolha é recomendável optar por modelos que sejam fáceis de limpar e sem sulcos ou relevos que acumulem gordura e outros tipos de sujeiras. Os puxadores de cava trazem um visual clean para os armários, mas, ao mesmo tempo, podem acumular gordura e migalhas no dia a dia, o que exigirá um maior cuidado para mantê-los sempre limpos. Outras opções interessantes são os puxadores de concha, que possuem um visual retro e estão na moda, e armários sem puxadores com sistema de abertura fecho-toque, que abrem as portas através de uma leve pressão. Para o sistema fecho toque, muito cuidado porque se o uso é constante, se é usado por várias pessoas, esse sistema facilmente da problema.
Planejar os armários com uma iluminação embutida sob eles são uma maneira de trazer uma maior funcionalidade para a cozinha e ainda somar um visual moderno e cheio de personalidade. As luzes sob os armários ajudam a iluminar a bancada facilitando o manuseio e a preparação dos alimentos durante a noite. E convenhamos, uma cozinha com armários iluminados se torna muito mais charmosa.
Aproveitem o mês “TUDO SOBRE COZINHA”.

(FLAVIA SOUZA – Design – Sofisticação – Modernidade)
.

Comentários estão fechados.