WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

SEXO MOLHADINHO: CONHEÇA OPÇÃO NATURAL E ACESSÍVEL DE LUBRIFICANTE ÍNTIMO

.

Existe no mercado uma tendência em que os consumidores estão procurando alternativas cada vez mais naturais para os produtos consumidos. Depois das comidas, dos cosméticos e até mesmo dos itens de limpeza, ganha destaque os artigos de higiene e também o lubrificante íntimo.
E se engana quem pensa que se trata de algum ingrediente inacessível. A opção natural para deixar o sexo mais “molhadinho” está em uma prateleira próxima – o óleo de coco.
De acordo com a ginecologista Fabiana Ardeo, o óleo de coco pode ser usado não só na vagina como também no ânus. “Esse produto pode ser usado em qualquer superfície perianal. Entre suas vantagens, ele não possui aditivos químicos, é barato, acessível e não possui contraindicação”, explica.
A única especificação que deve ser observada no óleo de coco para o uso íntimo é se ele é extravirgem. Segundo Fabiana, este é o tipo mais indicado. “O processo de fabricação do extravirgem envolve a prensa do sumo do coco, o que preserva suas propriedades essenciais”, diz.
Outra vantagem do óleo é que ele pode ser usado embaixo d’água. “Tá, mas o que tem?”. Geralmente, os lubrificantes íntimos mais recomendados são os à base d’água, por serem menos alergênicos. Mas em situações em que há água, como uma banheira ou piscina, por exemplo, ele se dissolve. “Nesses casos o óleo de coco vai durar mais tempo e garantir o prazer submerso”, indica.
Além de proporcionar prazer, o ingrediente pode também trazer alguns benefícios para a saúde íntima feminina. “Ele possui ácido láurico e ácido caprílico que possuem propriedades bactericidas, antifúngicas e calmantes. Além de promover lubrificação da área genital ele equilibra o pH e diminui a ocorrência de candidíases e vaginoses”, aponta a médica.
SOZINHO (A) TAMBÉM PODE
A médica lembra que o óleo de coco não é eficiente para deixar só o sexo mais gostoso, mas também a masturbação. Da mesma forma que é usado para a penetração do pênis, pode funcionar para os dedos, por exemplo.
Contudo quando se trata de sex toys, Fabiana faz um alerta: nada de usar o óleo com brinquedos feitos à base de látex. “Com o tempo, esse material pode ser degradado pelo óleo”, explica.
ÓLEO DE COCO + CAMISINHA?
Como nem tudo são flores, o óleo de coco como lubrificante pode não ser uma boa ideia para o sexo casual. Isso porque, seguindo o mesmo exemplo de alguns tipos de sex toys, os preservativos são feitos de látex, e podem ser dissolvidos com o óleo, aumentando as chances de rompimento.
Mas fica a dica: isso não é exclusividade do óleo de coco. “Nenhum lubrificante à base de óleo deve ser usado junto com preservativos de látex, nem mesmo os industrializados. As camisinhas sem látex, como as feitas com poli-isopreno, também são sensíveis aos lubrificantes à base de óleo. Verifique sempre a embalagem antes de usar”, indica a especialista. (Fonte: Metrópoles)

Comentários estão fechados.