WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

O DESABAFO DA CIÊNCIA – Pelo Prof. ANTONIO MOREIRA NETO – NETÃO

.

Durante os feriados liguei a Tv, onde jornais noticiavam as festas de finais de ano, aglomerações, praias lotadas, bares lotados, descumprimento total. Meu pensamento: “O bom é que moro no interior”.
Com esse pensamento fui dar algumas voltas de carro pela cidade, sempre no final da tarde e início da noite. Minha pequena frase foi por água abaixo. A cidade lotada, o lago um verdadeiro formigueiro de pessoas totalmente despreocupadas com qualquer critério de segurança, contra um vírus que impossibilitou muitas famílias de ter uma comemoração natalina feliz.
O que seria este comportamento; irresponsabilidade, ignorância, falta de conhecimento ou o próprio egoísmo humano? A ciência tenta encontrar uma forma de combate para esse vírus e é tratada com total descrédito pela população (por isso o título da coluna; o desabafo da ciência). Governantes afirmando que não tomaria vacina alguma, que a pandemia chegou ao seu final. O povo preocupado com a roupa que vai vestir, ou qual praia vai viajar no final do ano.
Como podemos tratar a humanidade? Se eu estivesse em outro planeta e alguém me perguntasse sobre o povo da Terra, o que eu falaria? Deveria confirmar que são seres quase irracionais, capaz de se matarem, capaz de destruir a sua própria natureza que o alimenta e o pior é que são verdadeiras pragas, que se aprenderem a colonizar outros mundos, com certeza vão ser o pior vírus de todo o universo.
Este é o desabafo não só da ciência mais de todos que ainda acreditam na educação e no conhecimento, como ferramentas para tirar nossa pele de seres destruidores e nos cobrir como homens evoluídos, capaz de dialogar sobre a sua evolução moral, intelectual e espiritual.

(ANTÔNIO MOREIRA NETO – NETÃO, Licenciado em Física pela FACE e Engenheiro Agrônomo pela UFBA. Professor de Física e Química dos Colégios: Durval Libânio, Colégio Santo Antônio e Colégio Nobre)
.

Comentários estão fechados.