WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ANO NOVO, REALMENTE É VIDA NOVA? – Pelo Prof. MAURÍCIO SANTANA

.

Desde o dia 01 de janeiro de 2021 inúmeros “storys” do instagram foram tomados por um sentimento de novidade e vigor que nos faz em algum momento acreditar que, efetivamente, as coisas no ano que se inicia serão diferentes do passado pandêmico e que, “desta vez”, as pessoas terão forças suficientes para enfrentarem os empecilhos que decorrentes da Covid-19.
Recentemente em uma página virtual li que menos de 8% das pessoas conseguem efetivamente realizar aquilo que se comprometeram na virada do ano novo. E, por acaso, você seria capaz de imaginar o que estaria por trás dessa baixíssima taxa de sucesso?
Primeiramente não podemos deixar de enfatizar aquele velho paradoxo de que “as pessoas desejam ardentemente mudanças em sua vida, mas dificilmente se colocam de fato a predisposição de se auto modificar”, o que torna praticamente impossível quaisquer alterações mais significativas. Acrescente a esse processo outro dispositivo mais comum do que se imagina, presente em muitas pessoas, denominado de “síndrome da falsa esperança”. Nele há o fato de que a maioria de nós, nestas datas, desenvolve expectativas irrealistas a respeito de nossas transformações de vida e, mais que isso, subestimamos a capacidade de uma transição psicológica mais duradoura.
Para um número expressivo, a dimensão das promessas pessoais se torna tão radical que termina, praticamente, inexequível. Na maioria dos casos, a necessidade pessoal de mudar é tamanha que faz com que os desejos se tornem tão irreais, limitando drasticamente a capacidade de transformação pessoal.
Infelizmente quando despertados do sonho, a maioria das pessoas permanecem por mais um longo período do ano infelizes com a balança, inquietos com nossas relações interpessoais e, o pior, vivendo momentos que oscilam entre o desânimo e o descrédito pessoal. Assim é crucial que antes de sair por aí criando quimeras, busque ser realista, ter foco claro, desenvolver apoio social e com certeza serão maiores as suas chances de sucesso.

(MAURÍCIO SANTANA, Licenciado em História, Professor da rede Estadual e Privada de Ensino, Pós Graduado em História do Brasil, Gestão Educacional e Mestre em Educação)
.

Comentários estão fechados.