WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

PREFEITURA E TJBA VISTORIAM ÁREAS PARA CONSTRUÇÃO DO NOVO FÓRUM DE ILHÉUS e RELATÓRIO APONTA QUALIDADE DA ÁGUA EM FONTES ALTERNATIVAS DE ABASTECIMENTO DE ILHÉUS

.

A Prefeitura de Ilhéus e o Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) dão continuidade às tratativas para construção do novo fórum na cidade. Nesta quarta-feira (7), o prefeito Mário Alexandre, acompanhado do juiz diretor do Foro da Justiça Estadual de Ilhéus, Antônio Carlos Hygino, e de equipe técnica visitaram algumas áreas que serão apreciadas pelo Poder Judiciário para edificação do equipamento. De acordo com o prefeito, as novas instalações irão modernizar, facilitar e ampliar o atendimento ao cidadão.
“A gente precisa sempre inovar. Junto com o Tribunal de Justiça estamos avaliando algumas áreas para construir o novo fórum e atender bem a nossa população. Em todos os sentidos a gente tem procurado avançar e melhorar a qualidade de vida do nosso povo. Então, estou extremamente feliz e lutando. Visitamos alguns terrenos e iremos discutir com as partes – Município, Tribunal de Justiça, OAB – e com todos os setores interessados, para que a gente possa construir um espaço moderno, com qualidade e acessibilidade para atender as pessoas com muito carinho e respeito”, frisou o gestor ilheense.
O diretor do Foro, por sua vez, frisou a importância da parceria entre o Executivo Municipal e o Judiciário para atender a demanda processual da Comarca de Ilhéus. “Quero agradecer ao prefeito Mário Alexandre pela disponibilidade em indicar áreas que serão objetos de apreciação do Tribunal, através do setor competente, no sentido de construir o mais rápido possível o novo fórum, para atender melhor os jurisdicionados e provocar o desenvolvimento da cidade”.
O prefeito se dispôs a viabilizar os trâmites para doação da área e na contrapartida, o espaço do fórum que já existe, na região central da cidade, será recuperado para abrigar setores do Poder Executivo, diminuindo os custos e proporcionando infraestrutura adequada para atender e prestar um serviço de qualidade para a sociedade. (Fonte: SECOM/PMIlhéus)

RELATÓRIO APONTA QUALIDADE DA ÁGUA EM FONTES ALTERNATIVAS DE ABASTECIMENTO DE ILHÉUS

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), por meio do setor de Vigilância em Saúde Ambiental (VSA), realiza mensalmente a coleta de amostras de água das soluções alternativas de abastecimento em Ilhéus. Conforme a VSA, a coleta é feita na modalidade de fornecimento distinta do sistema público, incluindo, entre outras, fontes, poços, bicas ou chafarizes comunitários, com o objetivo de monitorar a potabilidade da água.
As ações são de atribuição do Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (VIGIAGUA), coordenada e desenvolvida continuamente pela VSA para promover a saúde e prevenir agravos e doenças de transmissão hídrica.
CONFIRA ABAIXO O RESULTADO DA ANÁLISE DE AMOSTRAS DE ÁGUA REFERENTE AO MÊS DE MARÇO DE 2021.
BANCO DA VITÓRIA
– Chafariz na entrada do Bairro Teotônio Vilela: SATISFATÓRIO para consumo humano;
– Bica “Água Boa” (Rodovia BR-415 – Banco da Vitória): INSATISFATÓRIO para consumo humano;
– Bica no Alto do Iraque (esquina da rua J): INSATISFATÓRIO para consumo humano;
– Bica do Campinho (atrás da Rua 8 de Dezembro): INSATISFATÓRIO para consumo humano;
– Cisterna da Quadra (Travessa Rua Duque de Caxias): INSATISFATÓRIO para consumo humano;
– Chafariz da Rua Érika Alves: INSATISFATÓRIO para consumo humano.
CURURUPE
– Bica Rua dos Lourenços (Areal Juremeira): SATISFATÓRIO para consumo humano.
ÁGUAS DE OLIVENÇA
– Chafariz de Águas de Olivença (Rodovia Ilhéus-Una): SATISFATÓRIO para consumo humano.
OLIVENÇA
– Bica Morro do Urubu: INSATISFATÓRIO para consumo humano;
– Bica Buraco do Padre (Tororomba): INSATISFATÓRIO para consumo humano.
A VSA ressalta que os resultados das análises sofrem variações constantes, principalmente àqueles relacionados às fontes como minas e bicas. A água insatisfatória para consumo humano pode conter microrganismos patogênicos e substâncias que representam risco à saúde e causam doenças como gastroenterites agudas e diarreias.
Por isso, mesmo que as amostras desses locais apontem resultado satisfatório e a água aparente estar limpa, a recomendação do setor é de não consumir água dessas fontes sem antes tratá-la.
COMO FAZER O TRATAMENTO CASEIRO DA ÁGUA?
Use filtros de água e também o hipoclorito de sódio (2,5%) da seguinte forma:
– Para cada litro de água, adicione 2 gotas de hipoclorito de sódio;
– Para cada 20 litros de água, adicione 1 colher de chá de hipoclorito de sódio;
– Para cada 200 litros água, adicione 1 colher de sopa de hipoclorito de sódio;
– Para cada mil litros de água, adicione 2 copinhos de café (descartável) de hipoclorito de sódio;
– Após adicionar o hipoclorito, deixe a solução em repouso por 30 minutos.
A população também pode enviar dúvidas e sugestões para o e-mail: [email protected] (Fonte: SECOM/PMIlhéus)

.

Comentários estão fechados.