WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

O FALSO MESSIAS E A BESTA FERA – Pelo Prof. ISRAEL LEAL

.

O APOCALIPSE BRASILEIRO SE INICIA
Ontem acordei com notícias bombástica sobre a política brasileira e, ao ler, parecia que estava lendo o livro do Apocalipse de São João. Sim, o falso Messias, o Bolsonaro e Silas Malafaia juntos, disputando as eleições de 2022? É o desespero batendo às portas, o pensamento que pastores televisivos tem voto de cabresto.
Primeiro que ovelha não se encabresta, ela vive com liberdade e segundo a Bíblia, só ouve a voz de um bom pastor, coisa que Silas Malafaia nunca foi.
Um pastor que tem discurso tão inflamado quanto o presidente, só fará o dólar disparar, como aconteceu no período do 7 de Setembro, após as manifestações antidemocráticas, liderada pelo Presidente da República e seus alienados políticos.

É bom salientar que nem todo Cristão, evangélico ou Igrejas protestantes, evangélicas ou Cristãs são representados pelos discursos desse pastor televisivo.
O Brasil precisa mais do que nunca de um presidente que dialogue com o diferente, que tenha um discurso que venha unir o povo brasileiro e por fim que represente a todas as classes, procurando o bom senso, para resolver os problemas do povo brasileiro. Um presidente que invista na educação, na saúde, na cultura, na ciência e no bem-estar social. Que tenha um olhar especial para os menos favorecidos e principalmente, para as classes vulneráveis. Fazendo o trabalho de inclusão social, sempre lembrando do negro, da mulher, do índio, das crianças, dos deficientes, dos que estão abaixo da linha da pobreza e dentre outros que apesar de muitas manifestações públicas, ainda estão excluídos das políticas sociais.
Por isso, eu vos digo, um país sem educação e sem história, se torna um país de alienados e sem referência.
Existem mudanças que são necessárias, porém, será sempre com base na educação e na história que veremos o que sempre deu certo e o que sempre deu errado.
Acreditem na história, ela é a bússola que nos norteia para nunca mais voltarmos ao passado sombrio.
Como nos lembra o samba enredo da Imperatriz Leopoldinense de 1989: “Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós, e que a nossa igualdade, seja sempre a nossa voz”.

(ISRAEL LEAL – Mestre em Teologia/ Professor da Rede Pública/ Licenciado em História/ Pós-graduando em História da Cultura Afrodescendente no Brasil/ Bacharel em Direito/ Pós-graduado em Compilance Jurídico)
.

Comentários estão fechados.