WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

CONHEÇA O ALINHAMENTO COITAL: A VERSÃO TURBO DO SEXO PAPAI E MAMÃE

.

Tem dificuldade de atingir o orgasmo com penetração? Talvez você não precise ser um expert no Kama Sutra para alcançar o gozo em posições simples. É o que promete a técnica do alinhamento coital. Basicamente é um “papai e mamãe” elaborado que proporciona mais estímulo no clitóris, sendo assim mais provável alcançar aquela gozada.

A técnica sexual foi definida pela primeira vez pelo psicoterapeuta americano Edward Eichel em meados dos anos 80. O estudo original foi publicado por Simone Eichel e Kule em 1988 no Journal of Sex & Marital Therapy. A partir de então, o tema foi estudado várias vezes. No último mês, as buscas pelo termo “alinhamento coital” dispararam no Google. Isso porque na série Sex/Life, da Netflix, a protagonista narra detalhes dessa técnica com o ex-namorado.

Quem assistiu a série deve lembrar que na cena, Brad (Adam Demos) se coloca em cima da protagonista, Billie Connelly (Sarah Shahi). Se não fosse a narração de Billie, a posição poderia se passar tranquilamente por um clássico “papai e mamãe”. Mas a prática vai além. A Pouca Vergonha conversou com a terapeuta sexual, Thalita Cesário para entender melhor o alinhamento coital e conhecer seus prós e contras.
A TÉCNICA

A especialista explica que é a posição clássica ‘papai e mamãe’, só que na versão turbo e com os corpos mais grudados: “O homem fica por cima da mulher, porém com os corpos mais juntos, com o objetivo de estimular melhor o clitóris”, explica. Também chamada de “The CAT” (do inglês “coital alignment technique”), a postura parte do básico, e então o homem desliza alguns centímetros para cima, para a base do pênis friccionar contra o clitóris. O balanço deve ser leve e na dinâmica horizontal, e não vertical.
TESTANDO

Na visão da terapeuta sexual , apesar do interesse pela técnica ter crescido após a série, é preciso lembrar que não há receita mágica e nem garantias de orgasmos: “Assim como tudo o que nos dispomos a testar principalmente no sexo, há grande chances de frustração. Muitas pessoas terceirizam para a posição, ou para a outra pessoa o seu prazer, quando na verdade esses são apenas meios de sentir prazer”, esclarece.
CONEXÃO

Vale lembrar que estar conectado à parceria, tem muito mais a ver com intimidade do que de fato com uma posição específica: “O efeito que ela causa de intimidade e prazer está muito mais relacionado a entrega e vulnerabilidade dos envolvidos. O alinhamento coital causa sensação de intimidade, conexão e muito prazer devido ao estímulo ao clitóris. Ela une o prazer da penetração com o prazer do estímulo clitoriano”, enfatiza.

Provavelmente muitas pessoas desconheciam e passaram a tentar reproduzir após a menção da técnica na série Sex/Life. Thalita chama atenção para o fato da postura não ser focada no prazer masculino: “Nossa luta, enquanto terapeutas e educadores sexuais, é justamente para que o sexo tenha mais conexão, prazer e intimidade , mas as pessoas ainda são muito falocêntricas e querem um prazer rápido”, alerta.
OUTRAS TÉCNICAS

Ficou interessada na posição que promete toda essa conexão? Saiba que existem outras: “Qualquer posição ou técnica pode promover a sensação de conexão e intimidade, desde que as pessoas envolvidas se coloquem disponíveis para curtirem o sexo e vivenciarem o prazer sem pressa e sem cobranças. O Tantra, por exemplo, é uma filosofia de vida, mas que traz muito conhecimento sobre a conexão do casal na hora do sexo, e pode ser uma ótima forma de também experimentar e vivenciar essa sensação”, finaliza Thalita. (Fonte: Metropoles)
.

Comentários estão fechados.