WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

OPINIÃO DE ZEBRAO: PRESIDENTE LULA FAZ GOL DE BICICLETA E LOGO DEPOIS MARCA UM GOL CONTRA. ONDE ESTÃO AS OBRAS FEITAS POR JAQUES WAGNER EM GANDU QUANDO GOVERNADOR POR OITO ANOS?

.

O ex-presidente Luiz Inácio LULA da Silva, chegou inicialmente a ofuscar o passeio do presidente Bolsonaro pelo exterior.
Enquanto o “nosso” presidente visitou países onde os dirigentes são ditadores, que estão no poder há mais de 30 anos, onde não são realizadas eleições, não existe imprensa livre, Tribunais, Congressos, oposição… nada, do jeito que ele gostaria de proceder no Brasil. Os ditadores tomam em suas mãos as decisões.
Bolsonaro deve ter babado… ah se pudesse fazer o mesmo no Brasil… certamente foi tomar lições, aprender como ser ditador, vez que jamais foi um democrata.

Então após ser esnobado no G20, ser visto como pária pela comunidade internacional, tendo como grande feito diplomático, o de pisar no pé de Ângela Merkel, resolveu tour com o nosso dinheiro, por países voltamos a repetir, ditatoriais, iniciando o seu périplo por Dubai, onde encontrou-se com o “presidente” Sheik Mohammed Bin Rashid Al Maktoum, considerado um líder autoritário no país e que encomendou o sequestro de suas duas filhas para ameaçar a mulher após ela ter pedido divórcio.
Após as aulas em Dubai, foi para Abu Dhabi, onde encontrou-se com o príncipe Mohamed bin Zayed, também ditador dos Emirados Árabes, que nunca foi eleito e cuja ditadura está em patamar similar a Cuba e Venezuela.
Prosseguindo na sua perigrinação, o nosso pretenso ditador, foi visitar o mundialmente conhecido país do Bahrein, tendo Bolsonaro não poupado elogios ao monarca absolutista Hamad bin Isa Al Khalifa. A família Al Khalifa controla o país há mais de 40 anos e exerce poderes ditatoriais, determinando quem ocupa o cargo de premier e ministros.
Na sua última parada pelo mundo árabe, foi ao Catar, onde o presidente encontrou-se com o Emir do país, o Sheik Tamim bin Hamad Al Thani, ditador dono do time de futebol Paris Saint German, e que controla uma nação que desrespeita os direitos humanos e restringe direitos de mulheres e homossexuais. Que deve ter deixado o nosso presidente satisfeito, restringir direitos de mulheres e homossexuais…
Então a visita do presidente e dos seus asseclas e da sua família aos países árabes, serviu apenas para aprender como conseguir fazer isso… não teve a sua visita nenhuma repercussão.

Já o ex-presidiário Lula, ou melhor, o ex-presidente Lula, realizou uma turnê de verdadeiro Chefe de Estado na Europa. Foi recebido no Parlamento Europeu pelo presidente da França Emmanuel Macron e pelo premiê da Espanha Pedro Sánchez Pérez-Castejón, finalizando com um encontro com Olaf Scholz, atual líder do PSD alemão e vencedor das últimas eleições do país. Scholz será o sucessor de Angela Merkel no cargo de chanceler federal.
Que diferença… Lula foi recebido por líderes relevantes, recebeu homenagens e mostrou que ainda tem prestígio no exterior.
Marcando um gol de bicicleta, ou então bateu o córner e ainda fez um gol de cabeça. Retornou de cabeça erguida, conseguindo a admiração de todos: “QUERO REFORMAR A IMAGEM DO BRASIL LÁ FORA…”
Mas na volta… na volta… pisou na bola, ou como se dizia antigamente: C.N.P… senão vejamos:

Em entrevista ao jornal El País, relativizou o autoritarismo na Nicarágua. “Por que a Angela Merkel pode ficar 16 anos no poder e o Daniel Ortega não?”, questionou. A jornalista Pepa Bueno desmontou a conversa com uma observação singela: Merkel nunca mandou prender opositores.
Após a correção, Lula admitiu que Ortega estaria “totalmente errado” se tiver prendido rivais. A ressalva não anula o fato de que ele tentou equiparar um autocrata a uma governante que sempre respeitou a democracia. Só em 2018, a repressão política na Nicarágua deixou 355 mortos e 100 mil exilados.
Comparar Daniel Ortega com Ângela Merkel, é igual a comparar o time do Vitória com o Paris Saint-Germain. Absurdo. Ficamos a imaginar: De um lado um candidato a presidente que admira ditaduras, tecendo elogios aos ditadores de Cuba, Venezuela da Nicarágua… do outro, um candidato que namora com os maiores sanguinários ditadores do mundo e é defensor da tortura e do golpe militar de 1964… estamos perdidos.
ENTÃO NEM UM NEM O OUTRO…

Por tudo isso, no primeiro turno iremos votar no candidato Sérgio Moro. Caso ele não vá para o segundo turno e ele seja disputado conforme prevêem as pesquisas entre Lula e Bolsonaro, daremos o nosso voto a Lula.
Por que Lula? Foi presidente por oito anos, ficou mandando mais seis, em nenhum momento fez apologias à ditaduras. Eleito, desautorizou os seus aliados apaixonados que queriam mudar a Constituição para dar-lhe mais quatro anos de mandato.
O Bolsonaro não fechou o Congresso, não fechou o STF e outros, por falta de apoio. Senão procederia igual aos ditadores que ele visitou, após cansar de governar, nomear um dos seus filhos como seu sucessor. Não queremos correr esse risco. Afinal, seus filhos estão acima de tudo, até de Deus…
Um roubou e deixou roubar… o outro não rouba, mas manda que os outros roubem e repartam o BUTIM, evidente devendo sobrar e muito para o chefe.
Dos males o menor. De um lado um que admira ditadores, mas nada faz para ser um deles. Do outro, um que sempre admirou a ditadura, sempre admirou a tortura e luta 24 horas por dia, para ser um deles. E que tudo faria e fará, para que os seus filhos fossem os seus substitutos. E tenta passar para os outros que é evangélico…
Do outro, um consumidor de caninha. Que em nenhum momento provou, que é inocente das acusações que lhes foram atribuídas, já tendo cumprido 580 dias de cadeia.
E a terceira via chegando. Moro já ultrapassou em menos de uma semana de campanha, o desequilibrado Ciro Gomes. Vamos de Moro… os nossos DEZ votos serão dele…

JAQUES WAGNER NÃO MERECE O SEU VOTO, POIS NADA FEZ POR GANDU E REGIÃO.
(ANTONIO CARLOS FARIAS NUNES é Bacharel em Administração, Bacharelando em Ciências Políticas, ex-Professor de OSPB e EMC da Escola de 2º. Grau Eliseu Leal, em Gandu)

.

Comentários estão fechados.