WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

OPINIÃO DE ZEBRAO: EM GANDU VOLTA A REPETIR-SE A ENCHENTE DE 36 ANOS ATRÁS

.

(Vídeo: YouTube Sheilla Lobato)

Na madrugada do dia 05 de dezembro de 1985, a nossa Gandu foi invadida pelo rio Gandu, que parece um ribeirão sem expressão, mas quando se revolta, transforma-se em um gigante, invadindo tudo, de estradas, casas comerciais, casas residenciais, ruas e avenidas. Ele quer passar.
O vídeo acima, é algo para nossa reflexão.
Morávamos à antiga Rua São Jorge, hoje, Padre Gineto Colpo, no Jardim Gandu, havíamos chegado de viagem à Santo Antonio de Jesus, no carro emprestado por Almir Carneiro. Chuva normal…
Por volta das duas horas da manhã do dia 05 de dezembro de 1985, acordamos aos gritos de vizinhos que as casas estavam sendo invadidas pela água do rio.
Quando acordamos e tiramos os pés da cama e colocamos no chão, já o fizemos dentro d’agua, quase no joelho. Desespero total, Gilberto nosso filho, iria completar 02 anos de idade na semana seguinte, 11 de dezembro.
A primeira atitude, foi correr ao quarto dele e retirá-lo da cama, só pensávamos em salvar o nosso filho. E a água subindo… subindo… não tivemos condições de retirar o carro de Almir Carneiro da garagem que amanheceu coberto, quase boiando.
Quando entramos em casa após colocar são e salvo o nosso filho onde hoje é o CEAS, onde estavam dezenas de pessoas, retornamos à casa e nos deparamos com a geladeira virada, também boiando.
Poucas peças de roupas foram salvas. O mais importante foram nossas vidas, principalmente a do nosso filho. Esposa, empregada e inclusive nós, haviam ficado em segundo plano.

(Vídeo: YouTube Andaiá FM)

Por isso sabemos a dor, os danos, que cada ganduense está passando, quem foi atingido. Sabemos o desespero. A dor. O lamento de cada irmão da nossa cidade.
A todos eles a nossa solidariedade, o nosso respeito, a nossa consideração e acima de tudo, fé em Deus, pois foi ela quem nos salvou, foi a fé em Deus, que nos deu forças suficientes para recomeçar a vida.
O que centenas e mais centenas estão sentindo na pele, Zebrão e família também já passaram, por isso sabemos a dor de cada um.
Ficamos por quinze, vinte dias, na casa do nosso compadre Deco Venâncio que morava no Emilia Costa.
Quando vimos que não adiantava salvar roupas e mais nada em casa, fechamos a nossa residência e esperar a água baixar para juntar os cacos. Fomos ajudar pessoas humildes na Beira Rio, retirando as poucas coisas que cada um tinha em sua casa, mas de grande valor, porque justamente eram poucas e iriam ficar sem nada.

Passamos todo o dia com água na cintura, até na altura do peito às vezes. Mas não sabemos, de onde tiramos tanta força para ajudar aos que precisavam.
Coisa que só Deus sabe explicar.
E infelizmente não é apenas Gandu, várias cidades da Bahia estão sofrendo o mesmo problema, são milhares… o blog separou algumas fotos e vídeos, de várias cidades da Bahia, para que o leitor tenha uma idéia da tragédia que está a se abater sobre principalmente os baianos. (Texto: Zebrão/ Vídeos: YouTube)

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse que se aproxima de 30 o número de cidades debaixo d’água após as fortes chuvas que castigaram o estado nos últimos dias. De acordo com ele, as chuvas diminuíram no estado, mas o nível da água continua subindo em cidades localizadas em meio a rios e barragens. “Nós estamos neste momento com quase 30 cidades, casas debaixo d’água”, afirmou o governador. “Eram 19, ontem, hoje os rios subiram, estamos chegando a 30 cidades e casas completamente alagadas, numa extensão territorial bem grande. Todo apoio é bem-vindo”.

(Vídeo: YouTube Band Jornalismo)

“Embora a chuva tenha dado uma trégua, a água continua subindo muito naquelas cidades que estão abaixo de barragens, abaixo de rios”, afirmou. Após sobrevoar algumas cidades, o governador afirmou em uma rede social que recebeu um “novo levantamento e temos, neste momento, 37 cidades fortemente atingidas pelas chuvas”, mas não listou quais. “Visitei Itabuna e Itajuípe e as imagens são muito fortes. Na história recente da Bahia, não lembro de tragédia tão grande”, disse.
Segundo Rui Costa, a prioridade agora é resgatar quem ainda está ilhado.
“Nesse momento [o objetivo é] salvar as pessoas com botes, helicópteros. Tirar as pessoas de cima dos telhados, de cima das casas, de pontos ilhados”, afirmou o governador, que está preocupado com os danos causados pelas chuvas às estradas federais, muitas delas interrompidas. “Porque elas levam assistência a essas comunidades isoladas”, afirmou. “Nesse momento a preocupação maior é retirar as pessoas das áreas de risco”. Costa agradeceu a ajuda enviada por outros estados, como Minas Gerais, Sergipe, Rio Grande do Norte, Paraíba, Maranhão e Ceará.

(Vídeo: YouTube Governo da Bahia)

“Já estamos fazendo resgates das pessoas com apoio de pessoal, material e aeronave dos estados de Minas, Sergipe e está se deslocando de outros estados, como São Paulo. Recebemos mensagem do governador [João] Doria (PSDB)”, afirmou.
Ele prometeu montar diversos postos de apoio em razão da extensão territorial do estrago, “muito maior do que há duas semanas”.
Esse “apoio avançado de operação de distribuição de assistência humanitária” contará com helicópteros. Em Itapetinga, as aeronaves serão abastecidos por caminhões deslocados com combustível “para não perder tempo de viagem”. “A outra linha é da assistência: garantir a cesta básica, colchão, agasalho”, afirmou. (Fonte: O Tempo)

.

Comentários estão fechados.