WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

APÓS A FORD ANUNCIAR O FIM DA TROLLER NO BRASIL, AMERICANOS DESCOBREM QUE A MULTINACIONAL FABRICANTE DE VEÍCULOS PREPARAVA TROLLER COM MOTOR RANGER RAPTOR E CÂMBIO DE MUSTANG

.

Antes de abandonar o Brasil, Ford já tinha adaptação do jipe brasileiro Troller, ao trem de força 2.0 biturbo diesel automático de 10 marchas em estágio avançado, quando decidiu matá-lo.
Após a saída da Ford enquanto fabricante de veículos instalada no Brasil, a multinacional que decidiu seguir por aqui apenas como importadora a partir de 2021, deixou o nosso Troller T4 com um fim inglório, já que tanto a marca quanto o jipe, que são de origem brasileira, devem ser extintos.
Assim como foi noticiado por nós, do Click Petróleo e Gás, a última unidade saiu da fábrica de Horizonte (CE) no fim de setembro e foi comercializada por R$ 300.000. O complexo seguirá operando até o fim de novembro, a fim de produzir peças de reposição para os exemplares remanescentes nas ruas.

FORD NÃO CEDERÁ OS DIREITOS SOBRE A MARCA E JIPE TROLLER SERÁ EXTINTO
A empresa americana já avisou que não cederá os direitos sobre a marca ou o utilitário. E como ninguém se manifestou com interesse de comprá-la, seu destino mais provável é a morte. Mais triste ainda foi descobrir que havia uma atualização importante prevista para a linha 2022 do jipe, que seria aplicada ainda este ano caso a Ford não tivesse desistido dele.
A informação veio à tona no fórum Mustang7G, formado por fãs do muscle car. Um dos tópicos mais comentados da página nos últimos dias repercute um perfil no LinkedIn, de um engenheiro brasileiro que trabalha em projetos globais da multinacional Ford, encontrada por um dos membros do fórum.
O foco da discussão está em detalhes que o engenheiro divulgou a respeito do projeto S650, que gerará a sétima geração do Mustang. O perfil descreve o desenvolvimento de dois velhos-novos motores para o cupê esportivo, o 2.3 de quatro cilindros em linha e o 5.0 V8.
A mais interessante é prevista para 2023, com motor V8 — provavelmente o mesmo do Mach 1 — e outro elétrico formando um conjunto completamente distinto do Mustang Mach-E. Também há planos para um Mustang híbrido com motor 2.3. As informações foram conferidas por QUATRO RODAS, e não há incongruência nem em termos de datas tampouco em siglas e outros dados checados.
TROLLER COM MOTOR RANGER RAPTOR E CÂMBIO DE MUSTANG
No lugar do motor 3.2 cinco-cilindros turbodiesel e do câmbio automático de seis marchas da picape Ranger, com 200 cv de potência e 47,9 kgfm de torque, o jipe Troller da Ford, passaria a utilizar um propulsor 2.0 quatro-cilindros biturbo diesel de 213 cv e 51 kgfm.
O mais interessante é que, nessa configuração da picape, o câmbio é automático de dez marchas, assim como no atual Mustang Mach 1 comercializado no Brasil.
Mas o especialista em desenvolvimento de produtos abandonou o projeto no final do ano passado, na mesma época em que, a escolha de fechar as fábricas da Ford no Brasil foi tomada.
Desde então o projeto do Mustang tomou força e segue avançando. A Troller, por outro lado, baixou as portas mas sem que a Ford tenha aberto mão dos seus direitos comerciais. Mas será que algum dia o T4 com motor de Ranger Raptor sairá do papel? (Fonte: https://clickpetroleoegas.com.br/)

.

Comentários estão fechados.