WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ITAMARI: PROJETO TABOCAS – Agnaldo Silva Costa – Pelo Prof. NELSON RIBEIRO

.

“UMA CIDADE QUE NÃO RECONHECE O SEU PASSADO, NÃO SE PREPARA PARA O FUTURO!”

O dia 18 de julho de 2022 foi um dia memorável em nossa cidade. São 60 anos de emancipação política e de muitas histórias. Itamari, é uma cidade que possui na sua essência, um povo acolhedor, batalhador e que reconhece seu passado, como percussor do nosso futuro.
Dentre as inúmeras ações dentro da programação festiva do aniversário da cidade, realizamos uma série de entrevistas. E uma das mais especiais foi realizada na residência do Sr Moreno – Agnaldo Silva Costa. A entrevista foi realizada por mim, o professor Nelson Ribeiro, o historiador e professor José Bispo e ex- vereador Juvenil Silva (Vena).
Agnaldo Silva Costa (Moreno), nasceu em 23 de dezembro de 1934, na fazenda Caldeirão da Onça, na antiga localidade de Três Morros, que hoje é o município de Lafalete Coutinho, quando este era vinculado a Maracás(BA).
Descendente de uma família de fazendeiros, veio para a região de Gandu com a família, onde chegaram em 07 outubro de 1939, pois era de vontade de sua mãe que buscassem um local com abundância de água. Naquele ano de 1939, a caatinga atravessava uma grande estiagem.

Seu pai comprou a fazenda Manguinho, na região do atual distrito do Mineiro e Vila França, onde já haviam plantios de café e cacau. Ali, também buscou o cultivo de cana de açucar, concomitante ao café e cacau. Na época, Itamari era conhecida como Tabocas, subordinada a Gandu, que pertencia a Santarém (atual Ituberá).
Com a crise econômica do Brasil foi retirado o cafezal, dando espaço para ampliação da produção de cacau e melaço de cana. Os produtos fabricados na Fazenda Mineirinho, eram vendidos para o alambique de Antonio Jacinto de Souza. Já em 1948 foi instalado um alambique próprio na Fazenda Manguinho, onde se produziu a aguardente Bentinha, denominação em homenagem a seu pai, José Bento da Costa (Duda – 1894-1988) que comercializava no povoado tabocas e região.
Moreno – Agnaldo Silva Costa (filho de Duda) e Dona Adélia Silva Costa (1903-1961), sendo o mais moço de 5 irmãos, mas que também teve 6 irmãs, de uma prole de 11 filhos, gerenciou a fazenda da família até ir morar nas Tabocas. Nas tabocas foi comerciante, depois titular concursado do cartório de Registro Civil do distrito de Itamari, criou e foi técnico do 2º time de futebol do município, o Nacional, e teve uma vida social ativa.

Agnaldo ( Moreno) foi eleito para a primeira legislatura municipal de Itamari, em 1962. Sendo edil pela UDN, sob o comando municipal de Osvaldo Galvão (PSD). Na época o Governador da Bahia era o Gen. Juracy Magalhães.
Casado com a profª Camila Braga Costa, ambos católicos praticantes, teve 4 filhos (Ana Rosa, José Alberto, Rosana e Adriana) e tem 11 netos, além de já ser bisavô. Ele mantém até hoje, em 2022, o seu quinhão na Fazenda Manguinho, onde continua o plantio de cacau e busca defender a Mata Atlântica sempre preservada. Apesar de hoje residir em Jequié, ele está sempre presente em Itamari, onde vende a sua produção de cacau e mantém seus vínculos de amizade e apego à terra que lhe acolheu e abraçou.

No dia 18 de julho a convite do então prefeito Dr. Everton Borges Vasconcelos se fez presente nos festejos da cidade, recebendo homenagens e discursando em palanque armado ao lado do Gestor Municipal. Em sua fala, ressaltou o seu amor por Itamari e seus vínculos de amizade, demonstrando felicidade pelos rumos do progresso que Itamari tem presenciado nos últimos 17 meses do governo atual. (Pelo Prof. Nelson Ribeiro / Agnaldo Silva)
*O artigo não reflete necessariamente a opinião do blog (contrariamente aos editoriais, que são a posição oficial)

NELSON RIBEIRO FILHO,
Formado em Magistério, Graduado em Ciências com Habilitação em Química. Especialista no Ensino de Química, de Ciências, em Gestão Escolar e Metodologia do Ensino Superior. Professor das Redes Estadual e Municipal de Ensino. Colunista do Blog Zebrão, Mestre em Educação (créditos).

.

Comentários estão fechados.