WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

ZEBRODIANDO: VOCÊ SABE QUANDO UM PREFEITO FAZ LOCKDOWN? QUANDO O PREFEITO FALHA, QUANDO TUDO QUE A SAÚDE DO MUNICÍPIO FEZ FALHOU. PORQUE FECHAR A PORTA DO COMÉRCIO NÃO SIGNIFICA COMBATER O CORONAVÍRUS… (Amarelinho)

.

ZEBRODIANDO GANDUENSE
ZZZZZ PRÉ-CANDIDATO A VEREADOR PILOTO PUBLICA MENSAGEM EM REDE SOCIAL ZZZZZ

ZZZZZ Caros amigos! Nesses dias difíceis que estamos passando crises economica, financeira, desemprego, e isolamento social as quais tem nos deixado preocupados e ansiosos. Porém existe um Deus que podemos confiar e acreditar em dias melhores. Acredito que a tempestade vai passar e voltaremos a nos abraçar, a nos reunir e voltaremos ao tão esperado aperto de mãos. # Se proteja # Proteja o outro # Fique em casa. Professor Piloto. Existem infelizmente, vários pré-candidatos, que não estavam respeitando o isolamento social, indo de casa em casa, para dar uma de solidário, quando poderia estar prejudicando a família que visitava. Com o Lockdown, deve ter feito os apressadinhos dar uma recuada. Calma gente, as eleições foram adiadas por 40 dias, todos terão tempo de correr atrás dos votos, sem deixar em perigo os seus possíveis eleitores. Mesmo assim, usando máscaras, que usaremos por algum tempo, devendo fazer parte da nossa indumentária ZZZZZ
ZZZZZ RECURSOS DA COVID-19, PREFEITURA DE GANDU ADQUIRE EM MÃOS DE CORRELIGIONÁRIO QUASE 150 MIL REAIS EM MATERIAIS. PARTE COM DOCUMENTAÇÃO FALSA ZZZZZ

ZZZZZ Mais um escândalo da Prefeitura Municipal de Gandu, dessa vez com o dinheiro que veio para ser aplicado no combate à COVID-19. Assinou contrato com a empresa de um amigo e correligionário, ex-vereador e pré-candidato a vereador no valor de quase CENTO E CINQUENTA MIL REAIS. A empresa chama-se COU – CENTRO ODONTOLOGICO UMBURANAS, situada à Trav. Wilson Góes e Silva (rua de Maria Bonita, que tem início nas imediações da Primeira Igreja Batista até o PÉA, ao lado do Polivalente. Só que a prefeitura na ânsia de roubar, juntamente com a secretária de saúde do município, juntou ao contrato, documentos não da empresa contratada do seu afilhado, mas de Valença e Gandu. O dinheiro que vem para o combate à COVID-19, é bem fiscalizado. Tanto o MPF, como a CGU, a Polícia Federal, tem o maior interesse que cheguem em suas mãos, as denúncias de falcatruas por acaso cometidas. O TCM na nota abaixo, já identificou que a nossa cidade, NÃO CUMPRE as exigências legais da transparência dos gastos que estão sendo realizados. Denuncie. Lugar de LADRÃO É NA CADEIA. De LADRA, também… ZZZZZ
ZZZZZ COMO DENUNCIAR DESVIOS DA COVID-19. ACESSE Fala.BR ZZZZZ

ZZZZZ ACESSO ÀS INFORMAÇÕES – No início do mês, a CGU lançou o Painel Gerencial de Contratações Relacionadas à Covid-19 que permite acompanhar as despesas da União, estados e municípios para a aquisição de bens, insumos e contratação de serviços, relacionados ao enfrentamento da pandemia do coronavírus. O painel também indica aos gestores um referencial de preços das aquisições no período da pandemia, permitindo que apliquem os recursos da maneira mais adequada. As informações podem ser usadas por órgãos de defesa e de controle para apuração de irregularidades e ações de investigação em andamento. CANAL DE DENÚNCIAS – Para fazer denúncias, a Ouvidoria-Geral da União disponibiliza o Fala.BR. O secretário da CGU, Roberto César, chamou os cidadãos a denunciarem irregularidades em relação a aplicação do recurso público. “O cidadão, estando nas localidades, nos municípios, ele consegue ter uma proximidade maior com a forma como estão sendo aplicados os recursos”, disse ZZZZZ
ZZZZZ TCM ALERTA SOBRE FALTA DE TRANSPARÊNCIA COM GASTOS NO COMBATE À COVID-19. GANDU NÃO CUMPRE AS EXIGÊNCIAS LEGAIS ZZZZZ

ZZZZZ Dos 417 municípios baianos, nada menos que 359 não cumprem as exigências legais para dar transparência aos gastos que estão sendo realizados para o combate da pandemia da Covid-19. Isto significa que os gestores de 86% dos municípios baianos não estão permitindo aos cidadãos o controle e a fiscalização sobre os recursos públicos que estão sendo empregados nas ações de controle da disseminação da doença. Apenas 16 prefeituras, ou seja, 4% do total, têm cumprido plenamente o dever de informar sobre os gastos realizados contra a pandemia, de acordo com levantamento realizado pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, após análise das informações apresentadas nos sites oficiais das prefeituras ZZZZZ O resultado do levantamento foi apresentado ontem, quinta-feira (09/07), pelo presidente do TCM, conselheiro Plínio Carneiro Filho, que manifestou preocupação e alertou os prefeitos e demais gestores municipais para que promovam o mais rápido possível as adequações necessárias, visando “o cumprimento dos requisitos mínimos exigidos pela Lei de Acesso à Informação e pela Lei 13.979/2020, que dispõe sobre as medidas de enfrentamento da emergência na saúde pública”. Observou o presidente do TCM que, no levantamento realizado pelos técnicos da Corte de Contas, ficou evidente o descumprimento de dispositivos legais e de “princípios da boa prática de governança de recursos públicos, imprescindíveis para a transparência nas contratações emergenciais” ZZZZZ Destacou que estes gestores poderão, eventualmente, serem penalizados com sanções em razão do descaso com o dever de informar e de permitir a devida fiscalização por parte dos cidadãos. No estudo, com base em análise das informações expostas nos sites das prefeituras, 359 municípios (86% do total) não atenderam as exigências legais; 42 prefeituras (10%) atenderam apenas parcialmente as exigências da legislação; e 16 prefeituras (4%) atenderam plenamente o imposto pelas leis que disciplinam a matéria. Nenhuma das prefeituras dos municípios da Região Metropolitana de Salvador cumpriu, no período analisado, a obrigação de expor todas as informações sobre gastos na compra de insumos e serviços para o combate à pandemia ZZZZZ
ZZZZZ Os municípios que cumpriram as normas de transparências pública foram: BOM JESUS DA LAPA, BONITO, CAETITÉ, CANDIBA, COARACI, COCOS, CURAÇÁ, IUIÚ, LAJEDINHO, PALMAS DE MONTE ALTO, PINDAÍ, PORTO SEGURO, SÃO GABRIEL, SERRA DOURADA, UNA E WENCESLAU GUIMARÃES ZZZZZ

ZZZZZ Segundo os técnicos do TCM que fizeram o levantamento – todos ligados à Diretoria de Assistência aos Municípios da Superintendência de Controle Externo – dentre os aspectos que ensejaram o descumprimento dos dispositivos legais destacam-se sites desatualizados e ausência de acessibilidade, entre outros. No relatório eles destacaram que a Lei 13.979/2020 estabelece que “todas as contratações ou aquisições realizadas com fulcro em seus dispositivos serão imediatamente disponibilizadas em sítio oficial específico na rede mundial de computadores (internet), contendo, no que couber, além das informações previstas no § 3º do art. 8º da Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011, o nome do contratado, o número de sua inscrição na Receita Federal do Brasil, o prazo contratual, o valor e o respectivo processo de contratação ou aquisição”. Verificou-se, também, a ausência de cumprimento dos requisitos do §3º do art. 8º da Lei 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação), em especial a autenticidade, integridade e atualidade das informações ZZZZZ
ZZZZZ ÁUDIO DO AMARELINHO DA UBATÃ E IPIAÚ-FM VIRILIZA NAS REDES SOCIAIS AO COMENTAR SOBRE O LOCKDOWN DE GANDU ZZZZZ

ZZZZZ O competente e brilhante comunicador das emissoras Ubatã e Ipiaú-FM, o Amarelinho, falou tudo o que o povo de Gandu queria falar. Ele ouviu o povo? Não, apenas é uma pessoa sensível e conhecedor dos problemas. Tivemos o trabalho de transcrever abaixo, o pronunciamento dele:
“Um município como Gandu, vocês não tem noção como está o comércio de Gandu. O cara lá fez um Lockdown. A cidade está um inferno até para entrar, filas quilométricas na BR-101, porque a BR-101 corta Gandu, passa por Gandu. O comerciante de Gandu já não agüenta mais, esse tempo todo fechado. Você sabe quando um prefeito faz LOCKDOWN? Quando o PREFEITO FALHA, quando tudo que a Saúde do município fez falhou. Porque fechar a porta do comércio não significa combater o Coronavírus. Não. Significa falir quem movimenta e sustenta o município. LOCKDOWN é quando não se fez testagem. LOCKDOWN é quando não se comprou ventilador para colocar no hospital. LOCKDOWN é quando não se colocou uma assistência rápida à população médica. LOCKDOWN é quando o comércio estava aberto e não teve fiscalização. LOCKDOWN eles colocam depois que não teve segurança e aí os irresponsáveis estavam lá aglomerados, fazendo farra, fazendo festa e não teve Vigilância Sanitária, Polícia, para colocar para casa e fazer o Decreto valer. Quando tudo isso falha, aí sabe onde cai o cacete? Nas costas dos comerciantes. Virou moda isso, NÃO… fecha o comércio, olha os números estão… vamos fechar o comércio. Ou abençoado, para não chamar de amaldiçoado, pega o dinheiro que Bolsonaro mandou para o Coronavírus vamos, um município como Gandu, olha aí se não passou de TRÊS MILHÕES já, TRÊS MILHÕES… (deixa eu beber uma aguinha aqui para falar melhor), TRÊS MILHÕES, se não for QUATRO. Sabe o que o povo de Gandu tem que fazer? Manda ele prestar contas do dinheiro. Manda ele mostrar para a população, tu tá fazendo o que com o dinheiro aqui. Quantos testes rápidos comprou? Um teste rápido custa 110, para a prefeitura 1.000 testes custam CENTO E DEZ MIL. Vamos botar para Gandu 3.000 testes rápidos dá 330 mil. O cara recebeu mais de TRÊS MILHÕES DE REAIS quase QUATRO. Pergunta se ele comprou algum respirador. Com cem mil compra um respirador. Vai ver se ele investiu, pelo menos botou uns quatro na cidade, não colocou. Pergunta se ele aumentou o número de médicos. Pergunta se na farmácia do município tem os remédios certos para controlar a taxa viral. O povo de Gandu pergunta: ONDE ESTÁ O DINHEIRO? Se ele não aparecer com a prestação de contas do dinheiro, Polícia Federal nele, Bolsonaro está aí para isso. Sabe por que falo isso? Porque é revoltante, você vê uma pessoa que abriu o seu comércio, que abriu seu sonho, que está ali gerando empregos, ser sacrificado, ser o Boi de Piranha. Isso é um absurdo o que está acontecendo aí. LOCKDOWN É QUANDO O PREFEITO FALHA… Coronavírus não é combatido com o fechamento do comércio de porta de esperança de emprego não. Coronavírus é combatido com Protocolo Sanitário, fiscalização. É isso que combate o Coronavirus. Meus amados, prestem atenção. Nós vivemos uma Pandemia, um vírus novo. O que a gente tem o que fazer? Se adaptar, senão morre todo mundo de fome. E quando o Auxílio Emergencial passar? E aí como é que vai ficar e o comerciante estiver falido? Não tem jeito, tem que se adaptar. A gente precisa entender que estamos diante de um vírus e precisamos com responsabilidade seguir protocolos contra esse vírus, para proteger nossa saúde. Mas o protocolo não é fechar porta de emprego, porque senão aumenta a miséria, a fome, a desgraça. É simples. Agora esses caras que estão com dinheiro do Coronavírus. Cadê o dinheiro? Cadê os protocolos? É isso. Aí ficam os comerciantes, ontem mesmo falei com um grande amigo meu… até o mercadinho dele está fechado lá. O LOCKDOWN até comida está tendo rodízio. Veja só que incompetência, um município como Gandu, que tem quase a nosso população. Um absurdo. Oh povo de Gandu, cobra ele, vai ver lá quantos milhões a prefeitura recebeu e cobra ele para fazer uma prestação de contas. Não apresentou não? Ministério Público Federal, os HOMENS DE PRETO entram na parada. Acabou…” ZZZZZ

.

Comentários estão fechados.