WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

A VIDA ME ENSINOU – Pelo Prof. NELSON RIBEIRO (Itamari)

.

Mais um ano de vida e muitas novas lições. Completar mais um ano de vida é um dos momentos mais importantes que vivenciamos. Uma mistura de sentimentos. Não há quem não reflita, não há quem não fique pensativo e se autoavalie. É o momento onde respondemos ou buscamos respostas às mais importantes questões da vida: O que estamos fazendo aqui? Qual o objetivo de nossas vidas? Onde eu busco chegar? Onde eu preciso melhorar? Viver o aqui e agora ou planejar o meu futuro? Alegrais, tristezas, recordações, tudo se misturam.
Quanto você pagaria por mais um dia de vida? E por mais um ano? Não tem preço! Portanto os meus anos até aqui vividos ou que você viveu e ainda viverá são bênçãos, devemos sempre agradecer. Saiba que muitos não chegaram aonde você chegou. Muitos morreram prematuramente. Todo ano perdemos não apenas vidas, mas grandes histórias e pessoas que farão falta para seus entes queridos e para o mundo. Toda vez que morre alguém bom, o mundo fica mais pobre. Sendo assim, tenho muito a agradecer e nada a lamentar por chegar até aqui. Toda morte antes dos 100 anos é de se lamentar, diria que dá muita “pena” morrer cedo, antes de realizar tudo aquilo que almejamos.
Mas, pessoalmente o que a vida me ensinou? Quais algumas lições que aprendi até o momento? A vida me ensinou que viver é muito bom e que não devemos perder tempo com coisas que nos deixam tristes. Se algo não nos fará crescer, evoluir, é bom evitar. Que viver em função dos outros é abrir mão de nossa própria felicidade. Com isso, não quero afirmar que o outro não é importante, que não devemos fazer o bem, desejar o bem. Quero falar apenas que não devemos colocar o outro como prioridade é negligenciar aquilo que nos faz bem, aquilo que sonhamos a vida toda. Para amar o próximo, eu preciso me amar em primeiro lugar. Lembre-se que a vida poderá ser curta, que o amanhã talvez não exista, comece a ser feliz hoje.
Respeito quem vive para o outro, quem abnega a sua vida em função das vontades e desejos do outro, mas e daí, quem fará as nossas vontades? Não tenho também minhas necessidades? E se amanhã não mais estivermos vivos, fui feliz vivendo assim? Vivendo apenas para o próximo, e não para mim?
A vida me ensinou que devemos procurar resolver nossos conflitos na base do diálogo, que ficar com raiva ou partir para a violência só piora a situação. É falta de sabedoria, quem não consegue ser mais racional. Mim ensinou que a vida não deve ser levada muito a sério, que devemos rir dos nossos próprios erros, antes de rir dos erros dos outros.
Ensinou-me que devemos amar, amar além dos limites. Não devemos temer o amor, o amor é para ser buscado, e quando encontrado ele deve ser vivido, sem medo, sem receios e sem freios. Sofra por amor, morra de amor, se apaixone quantas vezes for possível. O amor nos fará sentir mais vivos, mais jovens.
Devemos prestar atenção na beleza de cada pessoa, de cada objeto e de cada ser da natureza. Devemos ouvir muito e falar pouco. Dar mais exemplos e menos conselhos, amar mais, perdoar mais e pregar menos.

(NELSON RIBEIRO FILHO, Mestrando em Educação, especialista, Professor das redes Estadual e Municipal de ensino e é o administrador do grupo TRIBUNA LIVRE DE ITAMARI. Também idealizador da Itamari Kakau’s)
.

Comentários estão fechados.