WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

CAMILA PITANGA REVELA QUE NATUREZA E RITUAIS DE SAÚDE A PROTEGERAM NA PANDEMIA

.

Camila Pitanga esteve bem perto da melancolia diversas vezes durante esses “tempos pandêmicos” _sentimento com o qual todas, todes flertamos nos últimos meses. Quando a epidemia do novo coronavírus se espalhou pelo Brasil e levou ao primeiro período de isolamento, há pouco mais de um ano, a atriz estava morando e trabalhando em São Paulo com a filha Antônia, de 12 anos, e a então namorada, a artesã Beatriz Coelho, e juntas tentaram manter a rotina amorosa que levavam até então. “Estávamos muito felizes, bem instaladas, Bia e eu trabalhando… Mas fui adoecendo, entristecendo e não dando conta, por mais que a gente tivesse povoado aquele nosso cantinho com o máximo de amor possível”, diz ela. O clima, lembra Camila, foi se desvanecendo proporcionalmente ao aumento de números de casos e mortes provocadas pela covid-19 e ao recrudescimento da dor pelas tantas perdas. Sentindo que poderia adoecer, ela pediu socorro aos amigos, que a apresentaram a um lugar conhecido como sertão do Una, em meio à mata Atlântica, que esconde rios e uma beleza exuberante em Barra do Una, praia do litoral norte de São Paulo.

Camila Pitanga: pela primeira vez a atriz sentiu-se à vontade para se despir, em ensaio durante isolamento na Barra do Una, no litoral norte de São Paulo (Foto: Karine Basilio)

Ali, Camila encontrou velhos companheiros e fez novas amizades, além de se dedicar a uma rotina de cuidados físicos e mentais, que se reflete nesse ensaio exclusivo, o primeiro de sua carreira em que se despe totalmente, realizado pela fotógrafa Karine Basílio, uma das muitas amigas que ganhou em seu refúgio. O idílio foi interrompido duas vezes: quando Camila e a filha foram diagnosticadas com uma forma leve de malária, período em que tiveram de voltar à capital paulista para o tratamento, e, ao final, com seu retorno ao Rio de Janeiro para ficar próxima dos pais. De sua dia a dia no meio do mato, Camila guarda todas as práticas físicas que aprofundou, responsáveis por afastá-la da tristeza, o que fica bem claro no semblante iluminado que ela manteve durante a conversa franca de mais de uma hora, por meio de videochamada. Com os cabelos crescendo (ela pretende ficar bem leoa) e o sorriso sereno, a atriz detalha como a atividade física a mantém com energia para seguir trabalhando em diferentes projetos na TV e no teatro _entre eles, o espetáculo Matriarquia, homenagem à sua mãe, Vera Manhães, exibida na programação digital do Sesc. Solteira desde o fim de 2020, quando terminou o relacionamento com Bia, Camila reflete sobre as cobranças para se posicionar quando assumiu o relacionamento com uma mulher: “Tenho muitas missões na vida como mãe, artista, cidadã brasileira e mulher. Admiro quem assume esses papéis e também quem sabe de suas limitações e respeita a sua verdade. Eu tô respeitando a minha verdade e a minha liberdade”, diz ela. (Fonte: Marie Claire)
.

Comentários estão fechados.