WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

OPINIÃO DO BLOGDOZEBRAO: POLICIAL RODOVIÁRIO FEDERAL PROCEDE COMO VERDADEIRO TERRORISTA, MANDANDO POVO INVADIR E DEPEDRAR A PREFEITURA DE ILHÉUS

<spanstyle=”color: #ffffff;”>.

Durante o dia de ontem, chegou às nossas mãos e estava nas sociais, um vídeo em que um Policial Rodoviário Federal, no distrito do Banco da Vitória, que fica às margens da rodovia Ilhéus Itabuna, conhecida também como Jorge Amado, quando os moradores que foram afetados pela enchente, alegavam que ainda NÃO HAVIAM RECEBIDO nenhum tipo de auxílio por parte da prefeitura. Um protesto como tantos outros existentes pelo país.
O trânsito da estrada ficou paralisado por algumas horas, com o congestionamento de carros chegando à Universidade Estadual de Santa Cruz-UESC em uma mão, na outra ficou acima da rodoviária de Ilhéus.
Pneus, árvores… tudo que serviu para ajudar ao fogo, foi utilizado.
A Polícia Rodoviária Federal se fez presente, quando todos esperavam uma solução, pois para isso os policiais são bem preparados e ganham MUITO BEM, um policial totalmente desequilibrado, parecendo até que estava sob efeitos de alucinógenos, deixando de lado a educação, a boa orientação, o bom diálogo, a responsabilidade, voltamos a repetir, são preparados para isso, não, para surpresa até dos seus próprios colegas, mostrando “coragem”, certamente pretendendo ser candidato à deputado, ou melhor, ser promovido para segurança do presidente, pois deve ser mais um apaixonado eleitor, ou ainda querendo substituir Sara Winter foi taxativo:
“A FORMA É REUNIR TODO MUNDO, IR PARA A PORTA DA PREFEITURA E TOCAR FOGO LÁ, MARÃO MORA DE FRENTE PARA O MAR, VERÃO (É PROIBIDO O PREFEITO DE ILHÉUS MORAR DE FRENTE PARA O MAR? ALIÁS, SEMPRE MOROU MUITO ANTES DE SER PREFEITO), MARÃO NÃO VAI VIR AQUI NEM AQUI E NEM NA CHINA. E AÍ, NA OUTRA SEMANA, COM A MULHER DO LADO, A TIRA COLO, PARA PEDIR VOTO PARA DEPUTADA ESTADUAL, AÍ ELE VAI VIM, PODE ANOTAR, ELE VAI VIM…” Um dos manifestantes diz: “COM CERTEZA, COM CERTEZA…” o agente já foi identificado, mas preferimos não citar o seu nome para não promovê-lo.

A que ponto estamos chegando. Um cidadão que tem a obrigação de fazer de tudo para implantar a ordem, procede justamente ao contrário, incita, joga o povo para TOCAR FOGO em um próprio público. Quantos documentos seriam consumidos. Esse cidadão não pode continuar sendo Policial Rodoviário Federal, tem que ser afastado, suspenso do cargo, internado, após um rigoroso inquérito, pois não honra a farda que veste. Mas como estamos no governo de Bolsonaro, imbecis como ele, poderão até ser promovidos. Aguardem… sem falarmos no corporativismo da corporação.
Ele quer assim proceder, vá para o Rio de Janeiro juntar-se aos milicianos, onde o seu chefe e líder tem livre trânsito. Certamente será recebido como herói e já entrará na organização em cargo de chefia.
Nós temos acompanhado o trabalho que a prefeitura de Ilhéus, aliás, todas as prefeituras, prefeitos, secretários, funcionários dos municípios atingidos pela enchente, vem desenvolvendo para minorar o sofrimento do povo. Os prefeitos e suas equipes, estão a realizar um trabalho louvável digno de aplausos.
É claro e evidente, que numa situação dramática, de calamidade pública, TODOS os atingidos não foram atendidos. Alguns por não procurar os órgãos públicos, na maioria das vezes os funcionários passam nas ruas danificadas e não encontram as pessoas, outras deixaram os abrigos improvisados pelo poder público, foram abrigar-se em casas de parentes.
Se o Policial Rodoviário Federal fosse um cidadão equilibrado, sensato, que faz jus à farda, teria orientado a que eles fossem acampar na área externa da prefeitura ou até dentro do próprio prédio, sem causar nenhum prejuízo e nenhum dano material ao município.
Agora usar a miséria e a necessidade dos outros, como todo extremista faz, para alcançar de uma forma ou de outra os seus objetivos, é coisa de pessoa insensata e desumana. Caso os moradores que protestavam, aceitem a sugestão de tocar fogo, o Policial Rodoviário seria o responsável.
E esse marginal travestido de Policial Rodoviário Federal, não honra a farda que veste. Você envergonha a instituição e os seus colegas, ainda bem que você é a única “laranja podre” existente na corporação.
(ANTONIO CARLOS FARIAS NUNES é Bacharel em Administração, Bacharelando em Ciências Políticas, ex-Professor de OSPB e EMC da Escola de 2º. Grau Eliseu Leal, em Gandu)

.

Comentários estão fechados.