WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

BOLSONARO DÁ SINAIS DE FRAQUEZA E SABE DO RISCO DE PERDER NO 1º TURNO E AOS BERROS, BOLSONARO AFIRMA QUE ELEIÇÕES PODEM SER “CONTURBADAS”

.

Jair Bolsonaro anda preocupado, para não falar desesperado, com o risco de perder a disputa eleitoral ainda no primeiro turno. Esse é o recado real que tem recebido dos realistas na sua sala no terceiro andar no Palácio do Planalto.
Os sinais exteriores de sua preocupação vieram ontem, na sua “saidinha” para circular pela capital. Aos seus seguidores disparou críticas velhas ao PT – corrupção, Petrobras e Venezuela. Há tempos vem usando esses argumentos, que parecem não repercutir tanto mais.
Sua tentativa de atacar as urnas eletrônicas e a Justiça Eleitoral também parece fadada à fadiga de material. Ou seja: pode não vingar mais, exceto entre os fanáticos que o seguem.
Bolsonaro sabe que a saída para deter a vitória de Lula não está mais nas pautas de costume ou o que seja. Mas, para ter chances reais, terá que salvar a economia ou reduzir os danos de suas implicações.
O presidente da República está desesperado. Não tem garantia do apoio dos aliados do Centrão. Boa parte desse grupo já debandou para o lado de Lula. (Fonte: Metrópoles. Texto: Blog do Noblat)

AOS BERROS, BOLSONARO AFIRMA QUE ELEIÇÕES PODEM SER “CONTURBADAS”

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, em discurso exaltado na tarde da última segunda-feira (16/5), que as eleições de 2022 podem “ser conturbadas”. Aos gritos, o mandatário fez um discurso repleto de palavrões durante a cerimônia de abertura da 36ª Edição da Apas Show, em São Paulo, um evento do setor de supermercados.
“Se a gente se entregar, vocês [empresários] vão levar 50 anos ou mais para voltar a situação que está hoje em dia. Não sou fodão, não, mas creio que já dei provas mais que suficientes a todos que a gente tem que conduzir com pulso firme o destino do Brasil”, disse Bolsonaro durante o evento.
O chefe do Executivo federal ainda voltou a questionar a segurança e a legalidade das eleições de outubro.
“Vocês foram excepcionais nessa pandemia, mas tudo pode acontecer. Poderemos ter outra crise. Poderemos ter eleições conturbadas. Imagine acabarmos as eleições e pairar para um lado, ou para o outro, a suspeição de que elas não foram limpas? Não queremos isso”, disse Bolsonaro.
O presidente ainda fez menção às coligações que a oposição vem fazendo: “Agora estão todos unidos, trazendo mais gente”, afirmou. “Mas mais gente que é responsável pelo processo eleitoral, gente que bateu na mesa e disse que tava certo, e o candidato que duvidar eu casso registro e mando prender’. Que porra é essa? Que Brasil é este? Que democracia é esta?”, esbravejou o presidente.
“Vejo uns falando que, se eu perder a eleição, vou perder minha família toda. Tá achando que vai me intimidar, pô, dando recado? Ou nós decidimos no voto, pra valer, contabilizado, auditado, ou a gente se entrega”, continuou Bolsonaro. No mesmo discurso, ele afirmou que “nunca” será preso. (Fonte: Metrópoles)


.

Comentários estão fechados.