WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

O QUE É TRANSFOBIA? – Pelo Prof. MAURÍCIO SANTANA

.

De acordo com o dossiê de assassinatos e violências contra travestis e transexuais de 2021, desenvolvido pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), o Brasil é o país que mais mata transexuais no mundo. Dados coletados dos relatórios anuais do Grupo Gay da Bahia (GGB), publicado em maio de 2022 sinalizam que no Brasil no ano de 2021, os trezentos (300) LGBT+ (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) sofreram morte violenta 8% a mais do que no ano anterior.
Estes números deixam claro que crimes e atos violentos cometidos por motivos de discriminação contra a identidade de gênero de pessoas trans no Brasil são uma realidade. Essas ações são uma manifestação da transfobia existente em nossa sociedade. Mas você sabe o que é transfobia?

Quando falamos que o Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais, estamos nos referindo a todas as pessoas que não se identificam com o seu sexo biológico. Essas pessoas também são conhecidas como transgênero. A transfobia é qualquer ação ou comportamento que se baseia no medo, intolerância, rejeição, aversão, ódio ou discriminação às pessoas trans por conta de sua identidade de gênero. Isso significa que o comportamento transfóbico diz respeito a quaisquer agressões físicas, verbais ou psicológicas manifestadas com o intuito de coibir a expressão de gênero de transexuais e travestis.
Sendo assim, diante dos casos alarmantes de transfobia no Brasil, considera-se que o fortalecimento dos direitos LGBT+ se mostra fundamental no combate à transfobia, para que toda pessoa trans possa exercer de forma plena a sua verdadeira identidade de gênero. Assim, é por intermédio dos princípios da igualdade e da dignidade humana que já são garantidos aos transgêneros pela Constituição de 1988, que se pode efetivamente ser sentidos por essa população.
Referência: https://www.politize.com.br
*O artigo não reflete necessariamente a opinião do blog (contrariamente aos editoriais, que são a posição oficial).

MAURÍCIO SANTANA,
Licenciado em História, Professor da rede Estadual e Privada de Ensino, Pós Graduado em História do Brasil, Gestão Educacional e Mestre em Educação.

.

Comentários estão fechados.